PUBLICIDADE
Logo do

Grêmio

Favoritar Time

Com improvisos no time, Felipão perde Gre-Nal em reestreia

10 ago 2014 18h27
ver comentários
Publicidade

Com apenas uma semana de treinamentos, tudo indicava que Luiz Felipe Scolari adotaria uma postura mais cautelosa em sua reestreia no Grêmio, com poucas modificações no time encaminhado pelo ex-técnico Enderson Moreira e pelo interino André Jardine. Poucas horas antes do clássico Gre-Nal, porém, Felipão surpreendeu a todos ao anunciar seis mudanças na escalação gremista, com alterações profundas na defesa e no meio-campo.

Na zaga, Werley reassumiu a posição perdida para Pedro Geromel sob o comando de Enderson Moreira; nas laterais, Pará saiu da direita para a esquerda, dando lugar ao volante Ramiro; no meio-campo, Rodriguinho juntou-se a Giuliano como responsável pela armação do time, enquanto dois estreantes formaram a dupla de volantes, Fellipe Bastos e o jovem Wallace, de apenas 19 anos.

<p>Torcedores do Inter provocam Felip&atilde;o no Beira-Rio</p>
Torcedores do Inter provocam Felipão no Beira-Rio
Foto: Ricardo Rimoli / Agência Lance

Visivelmente desentrosado e nervoso, o time tricolor abusou das faltas nos primeiros 15 minutos, resultando em uma partida muito truncada e com poucas chances de gol para ambos os lados. De pé na área reservada à comissão técnica, Felipão passou quase toda a partida à beira do gramado, gesticulando na tentativa de corrigir o posicionamento de sua equipe.

Apesar da superioridade inicial, o Internacional não conseguiu nenhuma oportunidade de gol e, aos poucos, o novo Grêmio de Felipão equilibrou o confronto a partir da solidez de sua defesa. Mesmo estreantes, Wallace e Fellipe Bastos conseguiam neutralizar as principais jogadas coloradas, enquanto os armadores gremistas acompanhavam o avanço dos laterais adversários.

O Grêmio, pouco a pouco, passou a crescer no jogo, apostando principalmente em avanços pelos lados do campo. De uma dessas jogadas saiu a única chance de gol do primeiro tempo: aos 37min, Giuliano acionou Dudu livre pela ponta esquerda, mas o atacante escorregou e acabou chutando para a linha lateral.

O melhor momento vivido pelo Grêmio ao fim da primeira etapa animou Felipão, que decidiu no intervalo sacar Rodriguinho para a entrada de Fernandinho, passando a atuar em um esquema com três atacantes. A resposta de Abel Braga foi imediata: o lateral-direito Wellington Silva saiu para a entrada de Cláudio Winck.

Veja os gols de Internacional 2 x 0 Grêmio pelo Brasileiro:

O Grêmio seguia melhor e rondava a área colorada, mas sem objetividade. Aos 16min, porém, a falta de efetividade do ataque gremista foi penalizada: em excelente jogada individual, Alex cruzou para Aránguiz, que, livre de marcação, cabeceou para o gol de Marcelo Grohe. Com o gol colorado, o Grêmio de Felipão ruiu em campo, enquanto o Internacional trocava passes com naturalidade no campo ofensivo, para gritos de “olé” da torcida.

Desorganizado, o time tricolor foi para o ataque em busca do gol de empate, cedendo amplos espaços para contra-ataques do Internacional. Aos 39min, Ramiro, improvisado na lateral-direita, perdeu dividida com D’Alessandro, que acertou um belo passe para Cláudio Winck. O jovem colorado cortou Pará e superou Marcelo Grohe, ampliando o placar.

Confirmada a vitória, a torcida colorada explodiu em euforia e passou a provocar o técnico gremista. “Fica Felipão”, gritavam os torcedores.

 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade