1 evento ao vivo
Logo do Goiás
Foto: Divulgação

Goiás

Torcida organizada do Goiás invade CT e agride zagueiro

26 ago 2017
21h23
atualizado em 27/8/2017 às 10h08
  • separator
  • comentários

A crise no Goiás parece não ter fim. Não bastasse os resultados dentro de campo, o clube esmeraldino teve de lidar neste sábado com a invasão de sua torcida organizada no CT. Cerca de 50 integrantes entraram no local e, além de danificarem diversas instalações, acabaram agredindo o zagueiro Bruno Aguiar, encaminhado posteriormente para o hospital.

O Centro de Treinamento Edmo Pinheiro, em Goiânia (GO)
O Centro de Treinamento Edmo Pinheiro, em Goiânia (GO)
Foto: Divulgação/Goiás

A Força Jovem foi a responsável pelos atos violentos que ocorreram na tarde deste sábado. Os membros da principal torcida organizada do Goiás quebraram desde simples objetos a aparelhos médicos.

Bruno Aguiar era o único jogador do Goiás que estava no CT. Como o elenco treinou pela manhã, acabou sendo liberado à tarde. Enquanto isso, o zagueiro esmeraldino, que está lesionado, fazia um trabalho de recuperação, quando foi agredido, sofrendo um corte no lábio, além de ter seu carro depredado.

Sem vencer há cinco jogos na Série B, o Goiás ocupa apenas a 15ª colocação da tabela e vem flertando com a zona de rebaixamento da competição. Somando apenas 25 pontos em 22 jogos, o time esmeraldino vê a pressão externa chegar a um nível inaceitável, e os atos protagonizados por aqueles que se dizem "torcedores" poderá causar ainda mais danos no elenco.

Confira o comunicado oficial do Goiás sobre a invasão no seu CT:

O Goiás Esporte Clube repudia de maneira veemente os criminosos atos de vandalismo cometidos no Centro de Treinamento Edmo Pinheiro na tarde deste sábado, 26. Além do patrimônio depredado no vestiário, academia, departamento médico e de fisiologia, profissionais esmeraldinos, cidadãos honrados, foram agredidos covardemente física e verbalmente. Diretoria, comissão técnica e atletas reafirmam sua hombridade e respeito para com a instituição alviverde, garantindo empenho irrestrito durante suas atividades profissionais. O Goiás salienta que não reconhece neste grupo de vândalos os valores de sua imensa torcida, que jamais cometeria atos de barbárie como os que foram vistos no CT Edmo Pinheiro.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade