0
Logo do Goiás
Foto: Divulgação

Goiás

Paraná vence no Serra Dourada e amplia a crise do Goiás

6 set 2017
21h26
atualizado às 21h26
  • separator
  • comentários

Com o estádio Serra Dourada silencioso devido aos portões fechados, o Paraná Clube conseguiu uma boa vitória diante do Goiás, por 1 a 0, e segue sua busca pelo G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe paranista segue na quinta colocação, com 37 pontos. Já os donos da casa se complicaram, estacionados em 25 pontos, na 16ª posição.

O Tricolor da Vila abriu o placar aos 17 minutos o primeiro tempo, com Alemão aproveitando cruzamento de Renatinho para marcar. Na segunda etapa, o time esmeraldino cresceu de produção, mas não conseguiu buscar a igualdade.

Na próxima rodada, o Goiás encara o Santa Cruz, sexta-feira, dia 15, o estádio do Arruda, no Recife. Já o Paraná Clube volta a campo no sábado, dia 16, diante do Londrina, na Vila Capanema.

O jogo - Precisando desesperadamente do resultado positivo, o time esmeraldino foi para o ataque nos primeiros movimentos, mas encontrou pela frente uma defesa bem postada. Aos três minutos, Michael tabelou com Léo Sena, invadiu a área, e a zaga tricolor apareceu para afastar. Aos poucos, entretanto, o Paraná conseguia se soltar da pressão e começou a levar perigo.

Aos 10 minutos, por exemplo, Vitor Feijão recebeu lançamento e deixou a bola adiantar um pouco, facilitando a saída de Marcelo Rangel. Porém, aos 17 minutos, Alemão mostrou oportunismo após cruzamento de Renatinho e tocou para o fundo da rede, abrindo a contagem. O Goiás tento respondeu, um minuto depois, com Léo Sena, mas o tiro passou raspando o poste, pela linha de fundo.

Carlos Eduardo teve grande chance para deixar tudo igual, aos 25 minutos, recebendo dentro da área, de frente para o gol, mas deixando a bola passar por seu pé. Aos 30 minutos, Saavedra fez jogada individual e cruzou fechado para boa saída do goleiro Richard, que ficou com a bola. O Tricolor voltou ao ataque aos 34 minutos, em cabeçada de Alemão, para fora. Sem conseguir entrar na defesa paranista, Carlos Eduardo partiu para cima da defesa sozinho, aos 41 minutos, abriu espaço, e chutou para boa defesa de Richard.

Para a etapa final, as equipes retornaram sem modificações. O Tricolor teve grande chance para ampliar a vantagem, logo aos quatro minutos, com lançamento de Vitor Feijão para Alemão, que partiu em velocidade e tocou para grande defesa de Marcelo Rangel. O jogo era mais movimentado, mas as defesas seguiam trabalhando muito bem.

Arriscando de fora da área, Vinícius Kiss levou perigo, aos 18 minutos. Precisando modificar algo, o técnico Silvio Criciúma queimou três alterações de uma só vez. Levantamento de Bambu para Gustavo, aos 22 minutos, mas o jogador esmeraldino se atrapalhou no domínio. Aos 23 minutos, Matheus Ferraz apareceu no meio da área para desviar e Richard se recuperou para fazer grande defesa.

A equipe goiana estava melhor na partida, mas não conseguia transformar a posse de bola em oportunidades reais de gol. Bom cruzamento de Alemão, aos 34 minutos, e Matheus Ferraz apareceu no caminho para afastar o perigo. Falta na entrada da área, aos 40 minutos, e Andrezinho parou em Richard. O Goiás até acertou a rede, aos 44 minutos, com Gustavo, mas pelo lado de fora. A crise segue em Goiânia, enquanto o Paraná mostrou que se recuperou da saída do técnico Lisca.

GOIÁS 0 X 1 PARANÁ

Local : estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Data : 06 de setembro de 2017, quarta-feira

Horário : 19h30 (de Brasília)

Árbitro : Vinicius Furlan (SP)

Assistentes : Fábio Rogerio Baesteiro (SP) e Alberto Poletto Masseira (SP)

Cartões amarelos : Ramires (Goiás); Alemão, Luiz Otávio (Paraná)

Gols

PARANÁ: Alemão, aos 17 minutos do primeiro tempo

GOIÁS: Marcelo Rangel; Saavedra (Andrezinho), Fábio Sanches, Matheus Ferraz e Carlinhos; Pedro Bambu, Ramires e Léo Sena (Gustavo); Carlos Eduardo, Aylon (Jean Carlos) e Michael

Técnico: Silvio Criciúma

PARANÁ: Richard; Cristovam, Eduardo Brock, Maidana e Igor; Jhony, João Pedro (Luiz Otávio) e Renatinho; Vinícius Kiss, Vitor Feijão (Felipe Augusto) e Alemão (Ítalo)

Técnico: Matheus Costa (interino)

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade