0
Logo do Goiás
Foto: Divulgação

Goiás

Em jogo com portões fechados, Goiás derrota o CRB

29 jul 2017
18h42
atualizado às 18h42
  • separator
  • comentários

Jogando em casa, porém sem a presença de torcedores devido a uma punição do STJD, o Goiás confirmou o seu bom momento e garantiu a sua segunda vitória seguida na Série B do Campeonato Brasileiro. A vítima da vez foi o CRB, que acabou derrotado pelo placar de 3 a 0 nesta sábado, no estádio Serra Dourada, em partida válida pela 17ª rodada.

A vitória Esmeraldina foi construída com bastante propriedade. Andrezinho e Léo Gamalho fizeram o Verdão ir ao intervalo com vantagem e Júnior Viçosa finalizou o placar no começo do segundo tempo. Nem a expulsão de Fernando Sanches no lance que gerou uma penalidade ao adversário, que foi defendida pelo goleiro Marcelo Rangel, fizeram a equipe goiana desperdiçar os pontos em casa.

Com o resultado, o Goiás chega aos 23 pontos e sobe quatro posição, terminando a rodada na 10ª posição. Já o CRB fica estagnado com os seus 25 pontos e perde duas posições, ficando na sétima colocação. Na próxima rodada, o Esmeraldino encara o Internacional, fora de casa, enquanto o Galo encara o Paraná longe de seus domínios.

O jogo - Atuando dentro de casa, o Goiás não tomou conhecimento do CRB e foi para cima em busca de abrir o placar logo nos minutos iniciais da partida. Comandados pela ótima atuação ofensiva da dupla Carlos Eduardo e Andrezinho, o Esmeraldino se mostrou superior durante toda a partida.

Apesar da superioridade desde o início do jogo, o Verdão não conseguia furar o bloqueio adversário e criar uma oportunidade clara de gol. A primeira delas veio apenas aos 21 minutos, quando Carlinhos arriscou de fora da área e exigiu boa defesa de Edson Kölln.

Oito minutos depois, a equipe da casa voltou a atacar. Após uma boa jogada pela direita, Carlos Eduardo encontrou Andrezinho livre na pequena área para abrir o marcador para o Goiás. O tento não alterou o modo do Esmeraldino de atuar e a equipe seguiu atuando ofensivamente em busca de ampliar a vantagem.

E conseguiu aos 42 minutos. Após nova boa jogada de Carlos Eduardo pela ponta direita, o atacante rolou para Andrezinho encontrar Léo Gamalho sozinho na área, que apenas tirou do goleiro aumentando a vantagem verde.

Na segunda etapa, a partida se mostrou bastante parecida com os primeiros 45 minutos. A grande diferença, no entanto, foi que a pressão inicial da equipe goiana resultou em mais um gol. Logo no terceiro minuto de segundo tempo, Junior Viçosa mostrou oportunismo ao aproveitar a sobra do escanteio e anotar o terceiro gol da equipe na partida.

Apenas após o terceiro gol o CRB começou a procurar um pouco mais o ataque. Porém, o placar demonstrando uma desvantagem de três gols impediam uma reação imediata. A equipe alagoana conseguiu sua primeira chance de perigo apenas aos 20 minutos, quando Neto Baiano foi derrubado na área e o árbitro assinalou o pênalti.

Além de uma penalidade à favor, o Galo viu ainda sua equipe possuir uma vantagem numérica na partida, já que Fábio Sanches recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Porém, a ótima oportunidade de buscar iniciar uma reação foi desperdiçada por Neto Baiano, que parou em Marcelo Rangel.

Aos 31, Neto Baiano teve a chance de redimir o pênalti perdido, mas acabou jogando para fora uma chance cara a cara com  Marcelo Rangel. Após esta nova chance perdida, o CRB perdeu o ímpeto pelo ataque, enquanto o Goiás apenas administrou a sua boa vantagem.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 3 X 0 CRB

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia

Data: 29 de julho, sábado

Horário: 16h30 (de Brasília)

Árbitro: José Woshington da Silva (PE)

Assistentes: Ricardo Bezerra Chianca (PE) e Fabricio Leite Sales (PE)

Público: portões fechados

Cartões amarelos: Fábio Sanches, Elyeser (Goiás), Flávio Boaventura (Crb)

Cartão vermelho: Fábio Sanches (Goiás)

Gols: Goiás: Andrézinho, aos 29, Léo Gamalho, aos 42, do primeiro tempo e Júnior Viçosa aos 3 minutos do segundo tempo

GOIÁS: Marcelo Rangel; Tony, Fábio Sanches, Alex Alves e Carlinhos; Pedro Bambu, Elyeser e Andrezinho (Everton Sena); Carlos Eduardo, Léo Gamalho (Aylon) e Júnior Viçosa (Léo Sena)

Técnico: Argel Fucks

CRB: Edson Kölln; Marcos Martins, Flávio Boaventura, Gabriel e Diego (Pedro Botelho); Yuri (Rodrigo Souza), Danilo Pires (Ytalo), Tony e Chico; Erick Sales e Neto Baiano

Técnico: Dado Cavalcanti

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade