PUBLICIDADE

Júlia Soares conquista ouro na ginástica em sua primeira etapa de Copa do Mundo

4 abr 2022 - 09h55
Ver comentários
Publicidade

Júlia Soares surpreendeu e conquistou a medalha de ouro no solo, na etapa de Baku da Copa do Mundo de Ginástica Artística. A jovem de apenas 16 anos tirou nota 13,433 e subiu ao degrau mais alto do pódio em sua primeira competição como adulta.

"A Júlia entrou no tablado já sabendo que poderia ser campeã. Ela se aqueceu bem e, assim que começou sua série, foi para ganhar, com confiança. Fez um solo superbom, acrobático, e se encheu de motivação para o restante da temporada. Teremos o Campeonato Pan-Americano, o Mundial, e ela mostrou do que é capaz", afirmou Iryna Ilyashenko, treinadora da atleta.

A profissional, que já apontava chances de medalha, depositava esperanças significativas a respeito do desempenho de Júlia na trave.

"Eu esperava muito dela, mas esperança é uma coisa e realidade é outra, né? Na trave, se conseguisse fazer a série do jeito que ela sabe, brigaria por medalha sim. Mas esse aparelho, como sabemos, é um capítulo à parte. O sistema nervoso tem que estar funcionando perfeitamente. Como era a primeira competição grande da carreira dela, ela sentiu, cometeu um erro e não conseguiu se classificar para a final", explicou.

Iryna relativiza o peso da conquista. Embora algumas das favoritas não participaram, a treinadora destaca que o nível da disputa era alto.

"Na verdade, todas as principais favoritas participam juntas apenas dos Jogos Olímpicos e do Mundial. Em Baku, tivemos uma etapa de Copa do Mundo com nível muito alto, com excelentes ginastas da França, da Alemanha, da Holanda e da Ucrânia, por exemplo. Não foi nada fácil. E cabe lembrar que a Júlia ganhou com bastante vantagem sobre a segunda colocada".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade