2 eventos ao vivo

Comitê Olímpico dos EUA é processado por negligência no caso Nassar

16 mar 2019
10h54
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Na última terça-feira, um grupo de 51 mulheres entrou com uma ação contra o Comitê Olímpico dos Estados Unidos (Usoc, na sigla em inglês), os membros de seu conselho e ex-oficiais da entidade por negligência no caso do médico Larry Nassar.

Nassar foi condenado por abuso sexual à ginastas da seleção americana, inclusive as campeãs olímpicas Simone Biles, Gabby Douglas, Aly Raisman, Jordyn Wieber e McKayla Maroney, que à época do julgamento, se manisfestaram bastante pelas redes sociais, contando o que haviam passado nas mãos dele.

O processo, impetrado na corte federal de Denver, no Colorado, traz abusos cometidos por Nassas desde o final dos anos 1990 e detalha um caso de uma vítima que teria oito anos de idade quando foi abusada. Esta situação, inclusive, foi recorrente: como as atletas eram muito jovens, não tinham noção do que estava acontecendo. Somente quando o caso foi à público, que elas tiveram a real dimensão do que haviam passado.

A ação cita também a conivência do Usoc com os abusos, uma vez que a entidade já estava ciente de relatos de assédio de Nassar e nada fez para combater o crime. O comitê olímpico não se pronunciará neste momento.

Veja também:

10 jogadores que levaram uma Copa do Mundo nas costas
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade