2 eventos ao vivo

Com carreira completa, Falcão comenta homenagem do Timão: "Não tem preço"

7 dez 2018
01h09
atualizado às 01h09
  • separator
  • comentários

Falcão, o maior jogador de futsal de todos os tempos, se aposentou oficialmente nesta quarta-feira. O camisa 12 do Magnus foi homenageado pelo Corinthians, seu primeiro clube na modalidade e adversário da final da Liga Paulista, antes da grande decisão. Aplaudido de pé pelo torcedor no Ginásio Wlamir Marques, o craque de 41 anos relembrou sua passagem no Timão em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.

"Cheguei aqui em 1992. Quando o ônibus encostou aqui (no Parque São Jorge), passou um filme na minha cabeça, já chorei tudo o que eu podia chorar hoje do tanto de mensagens que recebi de pessoas que fizeram parte da minha vida e aqui o clube faz parte da minha vida", declarou.

"Cheguei aqui em 92, um menino sonhador, não acreditei que o Corinthians me chamou para fazer um teste. No primeiro teste, que era o de dez dias, já me deram a ficha (de inscrição) no primeiro dia, eu já era o camisa 10 do time. De 92 a 96 passar por aqui foi um aprendizado muito grande. Sou muito grato e receber uma homenagem, ser aplaudido de pé pela torcida do Corinthians não tem preço. Então fiquei muito feliz por essa homenagem", completou o ídolo da modalidade.

Campeão por todas as equipes que passou, Falcão se despediu recentemente da Seleção Brasileira em grande estilo, marcando o seu 400º gol pelo seu país. Na visão do camisa 12, não faltou nada em sua carreira.

"Sinceramente não faltou nada. Consegui todos os títulos possíveis. Minha história foi escrita da melhor maneira possível. Em todos os clubes que eu passei eu ganhei títulos. Todos! Não faltou um e com a Seleção da mesma forma. Só tenho a agradecer. Agradecer de ter chegado aos 41 anos jogando, de ter sido vitorioso e ter dado minha entrega positiva em todos os clubes em que passei, de ter servido o meu país por 20 anos, ter levado o nome do Brasil e do esporte várias vezes ao todo do mundo, principalmente nas premiações da Fifa que eu sempre estava como representante do futsal", afirmou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade