0

Zé Carlos reestreia com gol, mas Criciúma só empata e segue perto da zona de rebaixamento

11 mar 2018
22h01
atualizado em 12/3/2018 às 08h55
  • separator
  • comentários

Na noite deste domingo, o Criciúma enfrentou o Tubarão, no Heriberto Hulse, pela 13ª rodada do Campeonato Catarinense. Na primeira etapa, os mandantes tiveram dois pênaltis, o primeiro desperdiçado por Elvis, o segundo convertido por Zé Carlos, que fazia sua reestreia. Já o Tubarão parou na trave em duas oportunidades. Em um segundo tempo pouco produtivo, o Tubarão aproveitou uma falha defensiva do Criciúma para empatar com Daniel Costa.

Com o resultado, o Tigre fica na sétima posição do Catarinense com 13 pontos, dois pontos acima da zona de rebaixamento. Já o Tubarão assume a quinta colocação com 17 pontos.

O Criciúma volta a campo para enfrentar o Brusque, na próxima sexta-feira, no Heriberto Hulse, pelo Catarinense. Enquanto, o Tubarão enfrenta a líder Chapecoense, no domingo, às 16h, pela mesma competição.

O Jogo

O Tubarão começou melhor na partida e acertou a trave logo aos dois minutos. Índio, no rebote da defesa, bateu de chapa e acertou o poste do goleiro Luiz. Aos 11, Marcos Vinícius cobrou falta forte para ótima defesa do goleiro do Tigre.

Logo na primeira chegada de perigo, o Criciúma conseguiu um pênalti. Elvis cobrou no canto do goleiro Belliato, que se esticou todo e conseguiu fazer a defesa. Aos 20, cinco minutos depois do pênalti, o Criciúma teve outra penalidade máxima a seu favor. O reestreante Zé Carlos bateu bem, deslocando o goleiro e abriu o placar.

A partida ficou equilibrado durante o restante do primeiro tempo. Aos 43, o goleiro Luiz repôs a bola com precisão para Mailson sair na cara do gol e parar no goleiro Belliato. Dois minutos depois a resposta dos visitantes veio. Batista fez jogada e finalizou na trave.

O segundo tempo teve um início com as duas equipes brigando pela bola no meio de campo e quase não conseguindo criar. Aos 17 minutos, a zaga do Criciúma deu bobeira, a bola ficou com Índio, que rolou para Daniel Costa tirar o marcador e empatar a partida.

A etapa final persistiu com bastante luta das duas equipes, mas sem oportunidades claras de gol, até que Alex Maranhão decidiu arriscar de longe e forçou o arqueiro do Tubarão a fazer boa defesa.

Cansadas, as duas equipes erraram muitos passes nos minutos finais e a partida acabou em 1 a 1.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade