PUBLICIDADE

Xavi descarta mudanças no Barcelona, defende veteranos e pressiona Dembélé

Equipe vem de decepções na Supercopa da Espanha e na Copa do Rei, além de viver novela pela renovação do atacante francês

22 jan 2022 11h18
ver comentários
Publicidade

O técnico Xavi vive seus piores dias no Barcelona. Apesar de duas eliminações seguidas, na Supercopa da Espanha e na Copa do Rei, o treinador descarta radicalizar e mexer no esquema tático do time, sai em defesa dos veteranos e faz pressão para Dembélé decidir seu futuro. Sem renovação, o atacante não joga.

"Com Ousmane (Dembélé), nada mudou. Nossa posição é a mesma, ele sabe disso e tem que se decidir", afirmou Xavi neste sábado. O atacante participou das atividades, mas o clube não vai mais utilizá-lo após inúmeras tentativas frustradas de renovação do contrato. Ou chegam ao acordo, ou o francês será repassado para outra equipe.

Alheio à polêmica, Xavi necessita arrumar a casa no Barcelona para espantar a crise instalada após as eliminações recentes contra Real Madrid e Athletic de Bilbao, ambas na prorrogação, com derrotas por 3 a 2. Mesmo superado duas vezes, o treinador nem pensa em abandonar suas convicções na armação do time.

"Temos de continuar a implementar o nosso sistema", afirmou, crente em suas escolhas. "Quando as coisas não vão bem, as críticas vão para os veteranos (Piqué, Busquets e Jordi Alba). O compromisso deles é máximo, e até agora não é como se tivéssemos muitas alternativas. Minha decisão sobre quem joga será baseada em performances", defendeu seus comandados.

"Quero pensar e estou convencido que estamos em algo importante. Estamos com um projeto em que há que insistir, esperar e cumprir os objetivos. Necessitamos estar unidos acima de tudo para conseguirmos êxito no que tivermos adiante", seguiu. "Eu entendo a crítica, aconteceu comigo também. Mas os veteranos são jogadores que se dedicam muito e trabalham duro."

Alba e Piqué sofreram bastante com a velocidade do Athletic de Bilbao, sobretudo do jovem atacante Nico. Xavi reconhece que o time passou aperto e pede atenção para o próximo compromisso, na casa do Alavés, neste domingo, pelo Campeonato Espanhol.

"Fomos superados pelo Bilbao na parte física e na intensidade, e isso me machuca bastante. Tecnicamente fomos superiores, mas sofremos muito com a intensidade deles. A partida com o Alavés tende a ser semelhante e precisamos ter atenção."

Estadão
Publicidade
Publicidade