0

Uruguai vence o Paraguai em Assunção e se aproxima da Copa

5 set 2017
23h05
atualizado em 6/9/2017 às 08h25
  • separator
  • comentários

O Uruguai está muito perto de se classificar para a Copa do Mundo de 2018. Na noite desta terça-feira, a Celeste Olímpica visitou o Paraguai em Assunção e conquistou uma suada vitória por 2 a 1. Depois de um monótono primeiro tempo e de 30 minutos de indefinição no segundo, o volante Federico Valverde abriu o placar, o zagueiro Gómez, contra, rapidamente ampliou para os visitantes e o corintiano Ángel Romero diminui já no apagar das luzes.

Jogadores do Uruguai comemoram gol marcado na vitória contra o Paraguai
Jogadores do Uruguai comemoram gol marcado na vitória contra o Paraguai
Foto: Getty Images

O resultado tranquilizou a vida dos bicampeões mundiais, que assumiram a vice-colocação, com 27 pontos, e dependem só de si próprios para irem à Rússia. Já os Guaranís viram o sonho da vaga no Mundial ficar um pouco mais distante, já que somam 21, três atrás do quarto colocado e virtualmente classificado Peru.

Depois da partida desta semana, as equipes nacionais só voltam a campo em outubro, pela reta final das Eliminatórias. Os uruguaios têm pela frente a já eliminada Venezuela, fora, e Bolívia, em casa, enquanto os paraguaios visitam os colombianos e recebem os uruguaios, nesta ordem.

O jogo - O desespero, de um lado, para encaminhar a vaga na Copa e, do outro, para seguir sonhando, fez com que os oponentes entrassem pilhados em campo. A primeira etapa, em seus momentos iniciais, foi marcada mais pela truculência das divididas e pelo número de faltas - um total de 17 nos primeiros 45 minutos - do que pelo futebol bem jogado.

A primeira jogada de perigo da partida foi acontecer somente aos 26 minutos, quando Edinson Cavani decidiu resolver sozinho. Após receber pelo lado esquerdo, o centroavante companheiro de Neymar no Paris Saint-Germain cortou para o meio, limpando a marcação, e bateu com muito perigo. A bola, no entanto, foi para fora.

No segundo tempo, a partida continuou com o mesmo estilo: muita marcação, muita troca de passes no meio-campo e pouca criatividade. A postura das seleções, porém, acabou sendo um pouco mais agressiva, principalmente com a aposta nas jogadas verticais e nos cruzamentos à área, conforme se aproximava o final do jogo.

Logo de cara, aproveitando cobrança de escanteio, os paraguaios quase levantaram a torcida no Defensores del Chaco. Aos cinco minutos, o meia Óscar Romero, irmão gêmeo do atacante corintiano Ángel cobrou escanteio aberto e o volante Ortiz desviou de cabeça no segundo pau. O goleiro Fernando Muslero estava ligado no lance e fez linda defesa.

Depois de uma série de bolas alçadas na área, no entanto, o Uruguai conseguiu acabar com a festa dos torcedores em Assunço. Aos 30 minutos, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para o volante Federico Valverde que emendou uma bomba de fora da área. Contando com um desvio da defesa, que deixou o goleiro Anthony Silva sem reação, a Celeste conseguiu abrir o placar.

Empolgada por conta do primeiro gol e tentando se livrar da pressão do Paraguai, os uruguaios conseguiram liquidar a fatura pouco tempo depois de inaugurar o marcador. Aos 35 minutos, o atacante Luis Suárez recebeu livre, cortou o goleiro e demorou para finalizar. Depois do chute, praticamente sem ângulo, o jogador do Barcelona viu a bola explodir no travessão, bater no ombro do zagueiro Gómez e se encontrar com as redes.

Antes do apito final, ainda teve tempo para os Guaranis incendiarem o duelo. Ángel Romero mostrou muita garra para evitar que o chute de Domínguez fosse para fora e diminuiu. A pressão do time da casa, porém, caiu por terra e a partida acabou com vitória uruguaia.

FICHA TÉCNICA

PARAGUAI X URUGUAI

Local: Estádio Defensores del Chaco, em Assunção (PAR)

Data: 05 de setembro de 2017, terça-feira

Hora: 21h00 (de Brasília)

Árbitro: Sandro Meira Ricci (FIFA-BRA)

Gols:

PARAGUAI: Ángel Romero, aos 43 minutos do segundo tempo

URUGUAI: Federico Valverde, aos 30, e Gómez, contra, aos 35 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Junior Alonso (PAR); Matías Vecino

PARAGUAI: Anthony Silva; Jorge Moreira, Gustavo Gómez, Paulo da Silva e Junior Alonso; Víctor Cáceres (Richard Ortiz), Christian Riveros (Domínguez) e Óscar Romero; Ángel Romero, Miguel Almirón e Lucas Barrios (Salcedo)

Técnico: Francisco Arce

URUGUAI: Fernando Muslera; Maxi Pereira, José Giménez, Diego Godín e Martín Cáceres; Nahitan Nández (Carlos Sánchez), Federico Valverde, Matías Vecino e Cristián Rodríguez (Stuani); Edinson Cavani e Luis Suárez (Arévalo Rios)

Técnico: Óscar Tabárez

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade