3 eventos ao vivo

Após suástica, Uefa abre processo por comportamento racista

15 jun 2015
12h20
atualizado às 15h15
  • separator
  • comentários

A Uefa anunciou nesta segunda-feira a abertura de um procedimento disciplinar contra a Federação Croata de Futebol (HNS) por causa de incidentes racistas registrados na partida contra a Itália na última sexta-feira, válida pelas Eliminatórias para a Eurocopa 2016.

O Comitê de Controle, Ética e Disciplina da Uefa não especifica na nota o comportamento racista pelo qual a Croácia será julgada no próximo dia 16 de julho. No entanto, uma suástica, símbolo de conho nazista, desenhada no gramado do Estádio Poljud, em Split foi flagrada por câmeras de televisão durante o primeiro tempo do jogo contra os italianos. No intervalo, funcionários da HNS tentaram e não conseguiram retirar o símbolo nazista do campo.

Desenho de suástica no gramado do Estádio Poljud, em Split, causou polêmica
Desenho de suástica no gramado do Estádio Poljud, em Split, causou polêmica
Foto: Darko Bandic / AP

A partida foi realizada com portões fechados também por causa de comportamentos racistas da torcida croata na partida anterior das Eliminatórias da Euro contra a Noruega.

Em comunicado, a entidade máxima do futebol europeu também confirmou a abertura de outro processo contra os croatas por "conduta inadequada da equipe (receber cinco cartões ou mais)" durante o empate por 1 a 1 contra os italianos.

Croácia e Itália se enfrentaram neste fim de semana pelas Eliminatórias da Euro
Croácia e Itália se enfrentaram neste fim de semana pelas Eliminatórias da Euro
Foto: Antonio Bronic / Reuters

A Uefa também comunicou nesta segunda o início de procedimentos disciplinares contra as federações de futebol da Irlanda do Norte, "por lançamento de rojões e objetos", e da Romênia, "por bandeiras ilegais e incidentes de público", na partida entre ambas as seleções realizadas no último sábado, em Belfast.

A Federação de Futebol da Bósnia também será investigada por "interrupção do hino nacional, comportamento racista e lançamento de rojões e objetos", na partida contra Israel, na última sexta-feira. Os dois casos serão analisados também no dia 16 de julho, junto com o procedimento aberto contra a Croácia.

 
EFE   
  • separator
  • comentários
publicidade