5 eventos ao vivo

TV Brasil e a Seleção: “Alô, alô, Bolsonaro, aquele abraço”

Durante transmissão de Brasil x Peru, narrador manda dois abraços para o presidente

14 out 2020
09h10
atualizado às 09h19
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Foi bem diferente, em alguns aspectos, a transmissão do jogo em que o Brasil venceu o Peru nessa terça (13) por 4 a 2, em Lima, pelas eliminatórias do Mundial de 2022. O locutor da TV Brasil, André Marques, mencionou duas vezes o presidente Jair Bolsonaro, a fim de lhe mandar um “abraço”. Fez isso também com o mandatário da CBF, Rogério Caboclo.

O presidente Jair Bolsonaro gosta de futebol: é torcedor do Palmeiras
O presidente Jair Bolsonaro gosta de futebol: é torcedor do Palmeiras
Foto: Duda Bairros/Agif / Estadão Conteúdo

A TV Brasil obteve o aval de exibir a partida quase em cima da hora e teve de ser rápida para montar a estratégia de trabalho. O veterano comentarista da casa Márcio Guedes, com mais de 40 anos de jornalismo, dividiu os comentários com o narrador e repórter Rodrigo Campos. Ambos se saíram bem.

André Marques também conduziu o jogo com equilíbrio. Entretanto, chamou a atenção quando pareceu fazer a leitura de um texto no qual a emissora abraçava Bolsonaro e Caboclo fazia referências ao papel do secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Fabio Wajngarten, que se empenhou para que o confronto fosse exibido pela emissora estatal.

O gesto lembrou o apresentador Chacrinha, o “Velho Guerreiro”, ícone da TV brasileira nos anos 70. O principal bordão dele na televisão era o “alô, alô, Terezinha, aquele abraço”. No caso, não se referia a nenhuma mulher de nome Tereza – era apenas uma invenção, fruto de sua imaginação.

Por muitos anos habituado a ver os jogos da Seleção pela TV Globo, muitos torcedores se surpreenderam com os abraços ao presidente. Por causa da falta de acordo com a detentora dos direitos de transmissão do jogo em Lima, a Globo abriu mão de exibi-lo.

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade