0

Tite defende volta de Daniel Alves à seleção: 'É um líder importante'

Lateral de 35 anos retorna às convocações da equipe depois de um ano de ausência

28 fev 2019
12h13
atualizado às 13h16
  • separator
  • 0
  • comentários

A convocação da seleção brasileira, nesta quinta-feira, trouxe como uma das novidades um jogador experiente. O lateral-direito Daniel Alves, de 35 anos, voltou a ser chamado para a equipe depois de um ano ausente e ganhou a defesa do técnico Tite. O comandante da equipe diz ter promovido o retorno do lateral principalmente pela figura de liderança dele.

"Ele (Daniel) é um líder muito importante, tem uma capacidade de expressão, anímica, de comportamento, muito forte", disse Tite em entrevista coletiva. A seleção brasileira se reúne em março para amistosos no dia 23 contra o Panamá e dia 26 diante da República Checa. A lista é a última antes da convocação final para a Copa América, que será anunciada em maio.

Daniel Alves, do Paris Saint-Germain, só não foi convocado para a Copa do Mundo da Rússia por ter sofrido uma lesão no joelho direito em maio, às vésperas do torneio. Depois disso, ele não foi mais chamado. O jogador é o mais velho da lista de convocados para os amistosos, além de ser o atleta com mais currículo na seleção. Campeão da Copa América em 2007 e com dois títulos da Copa das Confederações, ele disputou duas Copas do Mundo e foi convocado pela primeira vez em 2006, com Dunga.

Tite explicou que voltou a chamar Daniel Alves por observar que em jogos recentes do Paris Saint-Germain ele tem atuado em outras funções. "Há um aspecto técnico-tático na convocação. Ele vem jogando como lateral, ou ala, às vezes como um ponta externo. Conversamos com ele e assistimos a um jogo. Quero ele mais próximo para ter essa avaliação", afirmou.

Além de amistosos com o Panamá e República Checa, a seleção em junho terá mais dois outros testes antes da Copa América. No dia 6, no Maracanã, a equipe joga contra o Catar e depois, no dia 9, no Beira-Rio, terá outra partida, contra adversário ainda indefinido. A estreia na Copa América será no dia 14, contra a Bolívia, no Morumbi.

Confira a lista de convocados:

Goleiros - Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Weverton (Palmeiras).

Defensores - Daniel Alves (Paris Saint-Germain), Eder Militão (Porto), Danilo (Manchester City), Alex Sandro (Juventus), Filipe Luis (Atlético de Madrid), Marquinhos (Paris Saint-Germain), Miranda (Inter de Milão) e Thiago Silva (Paris Saint-Germain).

Meio-campistas - Allan (Napoli), Arthur (Barcelona), Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), Felipe Anderson (West Ham), Lucas Paquetá (Milan) e Philippe Coutinho (Barcelona).

Atacantes - Vinicius Junior (Real Madrid), Roberto Firmino (Liverpool), Everton (Grêmio), Gabriel Jesus (Manchester City) e Richarlison (Everton).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade