0

Técnico do Catar vê empate justo e agradece torcida por apoio na Copa América

Equipe asiática sai atrás no placar, mas consegue igualar o marcador em dez minutos

16 jun 2019
19h52
atualizado às 19h55
  • separator
  • 0
  • comentários

Dois gols, bom futebol e uma equipe que demonstrou resiliência fizeram o técnico espanhol Félix Sanchez classificar como "justo" o empate por 2 a 2 da seleção do Catar, dirigida por ele, com o Paraguai, na partida disputada na tarde deste domingo no Maracanã e válida pelo Grupo B. O treinador ainda agradeceu o apoio da torcida carioca, que chegou a gritar "olé" para os jogadores cataris nos minutos finais do duelo.

"Começamos os dois tempos com algum nervosismo e sofremos dois gols no início de ambos - o que é preocupante e temos que melhorar -, mas depois a equipe reagiu bem e foi em busca do empate", avaliou Sanchez. "O resultado final foi justo, merecemos o ponto conquistado."

O treinador fez questão de exaltar a recuperação do seu time, que chegou a estar perdendo por 2 a 0. "A equipe mostrou que poderíamos dar a volta por cima, tivemos nossas chances e empatamos. Para nós, é muito positivo."

O apoio vindo da maior parte dos cerca de 19 mil torcedores que foram ao Maracanã foi lembrado pelo técnico. "Ter o apoio de parte da torcida sempre é bonito e ajuda, dá coragem para seguir lutando. Estou muito agradecido por receber o apoio das pessoas", comentou. "Foi um ambiente insano, com duas torcidas. Mas muito fair play dentro e fora de campo."

Depois do bom empate na estreia, o Catar agora encara a Colômbia, que no sábado venceu a Argentina por 2 a 0 e lidera o Grupo B. Sanchez prevê mais um duelo difícil. "O nível demonstrado pela Colômbia foi muito alto. É uma equipe com muitos pontos fortes e poucas fraquezas, vamos tentar competir o máximo que pudermos", comentou Sanchez.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade