PUBLICIDADE

Técnico da Bélgica elogia o Brasil: 'Sabem como ganhar'

Segundo Roberto Martínez, a dificuldade principal de enfrentar a seleção brasileira é encarar uma equipe que já venceu o torneio

5 jul 2018 16h39
| atualizado às 17h02
ver comentários
Publicidade

Apesar de ter feito a melhor campanha da primeira fase e ter o melhor ataque da Copa do Mundo, a Bélgica tem colocado todo o favoritismo para o Brasil para o jogo desta sexta-feira, em Kazan, pelas quartas de final do torneio. O técnico espanhol Roberto Martínez comentou nesta quinta-feira (5) que ter pela frente o adversário pentacampeão mundial é uma oportunidade e um grande desafio.

Técnico da Bélgica, Roberto Martínez 02/07/2017   REUTERS/Sergio Perez
Técnico da Bélgica, Roberto Martínez 02/07/2017 REUTERS/Sergio Perez
Foto: Reuters

Segundo o treinador, a dificuldade principal de enfrentar o Brasil é encarar uma equipe que já venceu o torneio antes. "As duas equipes são similares em termos de qualidade. Temos talento na nossa seleção. A diferença é que nunca ganhamos uma Copa do Mundo. Esta é uma vantagem que o Brasil tem. Eles já se livraram dessa barreira psicológica, sabem como ganhar uma Copa", afirmou em entrevista coletiva.

A Bélgica tem como melhor campanha em Copas do Mundo ter sido semifinalista em 1986. Depois disso o melhor resultado foi ter disputado as quartas de final em 2014, quando foi eliminada pela Argentina, e repetir a campanha neste ano, na Rússia, com quatro vitórias em quatro jogos, com 12 gols marcados. Como o elenco atual é parecido ao do último Mundial, o treinador considera ter em mãos um time mais preparado.

"Contra o Japão conseguimos uma grande virada (3 a 2). Isso mostra uma mentalidade e uma força raras. Tem algo especial nesse elenco, os sinais são positivos. Fizemos um bom trabalho nos dois últimos anos para chegar até esse momento", disse.

Martínez deixou o comando do Everton para assumir a Bélgica em julho de 2016, após a equipe ser eliminada nas quartas de final da Eurocopa por País de Gales.

Para Martínez, enfrentar o Brasil é a oportunidade de entrar para a história. "Se tem um jogo que você quer jogar em uma Copa é contra o Brasil. É um adversário que tem todos os adjetivos que você procura no futebol mundial, como empolgação, técnica e mentalidade. Estamos felizes por ter o Brasil na nossa frente", comentou o técnico.

A possível escalação da Bélgica para o jogo deve ter: Courtouis; Alderweireld, Kompany e Vertonghen; Meunier, De Bruyne, Witsel, Chadli, Hazard; Fellaini e Lukaku.

Estadão
Publicidade
Publicidade