1 evento ao vivo

Cotas de TV dividem opinião de clubes na Liga Sul-Minas-Rio

26 nov 2015
19h47
atualizado em 27/1/2016 às 13h03
  • separator
  • 0
  • comentários

O modelo de distribuição de cotas entre os clubes da Liga Sul-Minas-Rio não goza de unanimidade. Nesta quinta-feira, o executivo da entidade, Alexandre Kalil, afirmou que o Flamengo será agraciado com uma fatia maior do bolo. Mas isso não agradou alguns dos presentes à reunião realizada na sede do Fluminense.

"O Flamengo vai ser o time que mais vai ganhar na divisão das cotas de TV que estão sendo negociadas. Claro que um clube vai receber mais que outros, e quem está na frente é o Flamengo", disse Kalil. Ele enfatizou que é indiscutível o protagonismo do Rubro-Negro no grupo.

Presidente do Fluminense, Peter Siemsen (dir.), diz que vai lutar por cotas iguais
Presidente do Fluminense, Peter Siemsen (dir.), diz que vai lutar por cotas iguais
Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.

Para Kalil, o critério de distribuição vai seguir o que já existe no sistema pay-per-view. "Muitos pensam que são maiores do que realmente são". A liga tem três propostas de TVs para a compra do direito de transmissão da Copa Sul-Minas-Rio, cuja primeira edição começará em janeiro.
 
Anfitrião do encontro desta quinta, o presidente do Fluminense, Peter Siemsen, deixou claro sua contrariedade com benefícios diferentes na liga. "O Fluminense vai lutar para ter uma distribuição de cotas igual", disse o dirigente tricolor.

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade