0

Segunda onda da covid faz jogos voltarem a ter portões fechados na Alemanha; Europa revisa pandemia

Liga que organiza a primeira e a segunda divisão no país lamenta decisão governamental; Inglaterra mantém partidas sem público, França cancela competições

29 out 2020
12h10
atualizado às 12h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A segunda onda do coronavírus na Europa chegou e afetou o futebol. A premiê da Alemanha, Angela Merkel, anunciou nesta semana que o país voltará a entrar em lockdown parcial por causa do aumento de casos de covid-19 no país, e isso significa que os jogos de futebol voltarão a ter portões fechados. A temporada 2020-21 do futebol alemão começou com os estádios tendo 20% da capacidade ocupada, dependendo da região do país. Agora, voltam a ficar completamente fechados, como foi nos primeiros jogos após o retorno do futebol para a conclusão da temporada 2019-20. A Europa, de modo geral, revisa seus procedimentos nos esportes.

A Liga de Futebol Alemã (DFL, na sigla em alemão) lamento a decisão, alegando que a primeira e a segunda divisão de futebol no país tinham bons planos com medidas de segurança para o público poder ser recebido e permanecer sob controle dentro das arenas. "Os torcedores e os clubes seguiram as regras com disciplina, cumprindo suas responsabilidades. Por isso que é lamentável que não seja possível por agora", declarou a DFL em nota oficial sobre a medida do governo.

A Alemanha registrou cerca de 15 mil novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, maior número diário registrado desde o início da pandemia, chegando ao total de 464.239 infectados. Não há dúvidas de que seja uma segunda onda. Ainda foram registradas 85 mortes no país por conta do coronavírus na quarta-feira. Além dos estádios, os bares, os restaurantes e outros estabelecimentos comerciais também serão fechados.

Na última rodada do Campeonato Alemão, algumas partidas já foram realizadas sem público, como a do Bayern de Munique contra o Frankfurt. Desde o começo, o futebol foi liberado parcialmente desde que a região do local da partida estivesse com a doença controlada. Nesta quarta, o jogo pela Liga dos Campeões entre Borussia Dortmund e Zenit também não teve a presença de torcedores.

Na Europa, as decisões não são tomadas em bloco. Cada país aponta suas novas medidas. Na Ingletarra, por exemplo, os jogos da Premier League já não estavam recebendo torcedores. O primeiro-ministro Boris Johnson tomou essa decisão há algumas semanas. Na França, torneios estão sendo cancelados e o futebol amador voltou a ser proibido. As novas determinações no esporte vão seguir as regras no país. "Fiquem em casa o máximo possível e respeitem as regras", pediu o presidente francês Emmanuel Macron. As medidas na França vão durar pelo menos até 1º de dezembro.

Portugal, por enquanto, caminho em direção oposta. Nesta quinta, pela primeira vez deste março, o Estádio da Luz vai receber 5 mil torcedores para a partida do Benfica na Liga Europa. O país administrou bem a pandemia.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade