PUBLICIDADE

São Paulo tem 9% de probabilidade de queda no Brasileirão; risco de cair do Grêmio chega a 84%

Primeiro time do Z-4, Bahia tem um jogo a menos do que os demais rivais na briga para se manter na primeira divisão

25 nov 2021 13h20
| atualizado às 14h33
ver comentários
Publicidade

Na 14ª posição, com 42 pontos, o São Paulo tem 9% de probabilidade de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, após o empate com o Athletico-PR por 0 a 0, no Morumbi, na última rodada, segundo projeções do site Infobola. O time tricolor agora recebe o Sport no sábado, às 21h30, em confronto direto para escapar da Série B. O zagueiro Miranda tratou o jogo como uma decisão.

"Difícil (empate em casa). Temos de lamentar, pois queríamos dar alegria ao torcedor, que compareceu e apoiou até o fim. Infelizmente, não conseguimos a vitória, mas não temos tempo para baixar a cabeça. Temos uma decisão contra o Sport pela frente e espero que possamos retribuir todo esse carinho com a vitória", disse após o resultado frustrante em casa na quarta.

A Chapecoense é a primeira equipe rebaixada. Restam mais três vagas que ninguém quer. O vice-lanterna Sport, próximo adversário da equipe tricolor, tem 98% de possibilidades de queda. Depois, o time tricolor enfrenta o Grêmio, 18º colocado, que vive situação delicada também, com 84% de risco de cair. O Bahia, com um jogo a menos, fecha o Z-4, com 45%.

Outros cinco times ainda correm risco de queda para a Séria B e não estão confortáveis na tabela: Juventude (16º colocado, 27% de chance), seguido de Atlético-GO (15º, 20%), São Paulo (14º, 9%), Santos (13º, 8%), Athletico-PR (12º, 6%) e Cuiabá (11º, 3%).

O Atlético-MG se aproxima do título brasileiro, com 99% de chances, enquanto o Flamengo tem apenas 1%. Ambos já estão garantidos matematicamente na próxima Copa Libertadores. Para garantir vaga no G-4 da competição, o Palmeiras, em terceiro, tem 98% de possibillidades, seguido de Corinthians (48%), Fortaleza (32%),Red BullBragantino (19%), Fluminense (3%) e Ceará (1%).

Confira as chances de rebaixamento no Brasileirão

Chapecoense - 100%

Sport - 98%

Grêmio - 84%

Bahia - 45%

Juventude - 27%

Atlético-GO - 20%

São Paulo - 9%

Santos - 8%

Athletico-PR - 6%

Cuiabá - 3%

Estadão
Publicidade
Publicidade