PUBLICIDADE

São Paulo busca empate com o Ceará fora e continua sem vencer no Brasileirão

Equipe tem apenas quatro pontos em sete rodadas e segue na zona de rebaixamento do Brasileirão

27 jun 2021 22h55
| atualizado às 22h56
ver comentários
Publicidade

Não foi dessa vez que o São Paulo conseguiu desencantar no Campeonato Brasileiro. Em mais um jogo irregular, muito mal no primeiro tempo e um pouco melhor no segundo, o time paulista cometeu muitos erros individuais e coletivos, esteve desorganizado em campo e só empatou por 1 a 1 com o Ceará na noite deste domingo, na Arena Castelão. A equipe cearense saiu na frente com Jorginho, na primeira etapa, e os visitantes buscaram o empate na etapa final, em gol contra marcado por Gabriel Dias.

O São Paulo segue na zona de rebaixamento, com quatro pontos, e continua sem vencer no Brasileirão após sete rodadas, algo inimaginável para o atual campeão paulista antes do início do torneio e até difícil de explicar. É o pior início da equipe na história da competição.

Mas nesta noite o desequilibrado São Paulo tem até que comemorar o ponto conquistado fora, já que os cearenses foram superiores, finalizaram 13 vezes e não deixaram o gramado com o triunfo graças ao goleiro Tiago Volpi e à pontaria ruim. O Ceará tem nove pontos e ocupa posição intermediária na tabela de classificação.

O jogo em Fortaleza só passou a ter emoção depois de 20 minutos. O São Paulo dominou a posse de bola, mas não conseguiu criar no primeiro tempo. O Ceará se defendeu bem, se arriscou pouco no ataque, mas nos parcos lances em que avançou à frente foi perigoso.

O São Paulo até deu um bom cartão de visitas em finalização de Eder defendida por Richard. Àquela altura, esperava-se que a equipe paulista passasse a dominar a partida. Mas não foi o que aconteceu. Bem postado no campo defensivo, o Ceará abriu o placar no contra-ataque que vinha buscando há alguns minutos e que conseguiu encaixar aos 22.

Saulo Mineiro foi lançado na ponta esquerda, ganhou com facilidade dividida com Bruno Alves, parou em Volpi duas vezes e ajeitou para Marlon, que finalizou de longe. O goleiro são-paulino defendeu de novo, mas, deu rebote nos pés de Jorginho, que, completamente livre, cutucou de primeira para abrir o placar no Castelão.

Depois de marcar, os anfitriões empilharam quatro finalizações em sequência, ficaram perto de ampliar e deixaram o rival perdido, nervoso e desorganizado, sem saber como reagir. A partir daí se desencadeou uma série de cartões amarelos. No total, o árbitro mostrou dez amarelos. Até Hernanes, no banco, foi advertido. Ansioso, o time de Hernán Crespo errou demais, individualmente e também coletivamente.

O São Paulo voltou um pouco melhor no segundo tempo e conseguiu o empate cedo, aos seis minutos. Fruto da insistência de Eder. O atacante ajeitou para Vitor Bueno, que tentou a finalização e viu a bola ser tirada por Messias. Eder pegou a sobra de primeira e parou no goleiro Richard, mas a bola bateu em Gabriel Dias e entrou.

Foram cerca de 15 minutos de domínio são-paulino. Depois disso, o Ceará reequilibrou o jogo a partir da entrada de Vina, que fez boa parceria com Lima. Benítez, que entrara no lugar de Eder, até deu mais dinâmica e qualidade ao meio de campo dos paulistas, mas seus companheiros não lhe ajudaram. Em sua melhor jogada, o argentino cruzou para Bruno Alves, que furou dentro da área. Lance que ilustra a noite ruim do time tricolor, que perdeu a cabeça e levou três amarelos em sequência.

O Ceará melhorou após os 30 minutos e fez um blitz intensa. Foram ao menos quatro oportunidades desperdiçadas, duas delas com Mendonza - uma delas inacreditável - e outras duas com Jael, em chute que passou rente à trave e em arremate defendido por Volpi. O duelo ficou aberto e o São Paulo, até então acuado, teve a chance que procurava para sair de campo com o tão almejado triunfo nos acréscimos. Mas Richard fez linda defesa na conclusão de Bruno Alves.

Na próxima rodada, a oitava, o São Paulo encara o Corinthians, no clássico que será disputado quarta-feira, às 21h30, na Neo Química Arena. No dia seguinte, às 16 horas, o Ceará visita o líder Red Bull Bragantino em Bragança Paulista.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 1 X 1 SÃO PAULO

CEARÁ - Vinicius Machado; Gabriel Dias (Buiú), Messias, Gabriel Lacerda e Bruno Pacheco; Fernando Sobral, Marlon (Charles), Jorginho (Kelvyn), Lima (Vina) e Mendoza; Saulo Mineiro (Jael). Técnico: Guto Ferreira.

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo; Daniel Alves, Liziero, Rodrigo Nestor (Rigoni), Igor Gomes (Luan) e Wellington; Vitor Bueno (Pablo) e Eder (Benítez). Técnico: Hernán Crespo.

GOLS - Jorginho, aos 22 minutos do primeiro tempo. Gabriel Dias (contra), aos seis minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Felipe Fernandes de Lima (MG).

CARTÕES AMARELOS - Hernanes, Jorginho, Reinaldo, Saulo Mineiro, Gabriel Lacerda, Eder, Benítez, Bruno Alves, Jael, Wellington

LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza.

Estadão
Publicidade
Publicidade