1 evento ao vivo

Onde torcer: Saiba quais lugares vão transmitir Brasil x Austrália pela Copa do Mundo Feminina

Bares, Museu do Futebol e Sesc são algumas das opções; Prefeitura vai suspender expediente

12 jun 2019
20h31
atualizado às 21h52
  • separator
  • comentários

A estreia da seleção brasileira com vitória por 3 a 0 sobre a Jamaica parece ter empolgado a torcida e até a Prefeitura de São Paulo para o jogo contra a Austrália. O prefeito Bruno Covas autorizou a suspensão do expediente nos dias de jogos da seleção feminina. Bares, Sesc e o Museu do Futebol serão alguns dos locais que estarão exibindo a partida. Veja onde assistir pela televisão a partida.

A partir das 11h, os funcionários da Prefeitura serão liberados para assistir ao jogo, que começa às 13h. As horas não trabalhadas terão de ser repostas até o dia 30 de setembro. O prefeito irá assistir a partida com secretários e alguns subprefeitos no Museu do Futebol.

O Sesc Pompeia e o Pinheiros terão telão que vão transmitir as partidas. A entrada do local é gratuita. No Museu do Futebol, o torcedor poderá pagar R$ 15 e assistir ao jogo em um telão e ainda ver uma exposição sobre futebol feminino. Algumas empresas privadas vão liberar seus funcionários e outras farão ações para acompanhar a partida.

Pela primeira vez a Copa do Mundo feminina de futebol tem mexido com os torcedores de uma maneira mais forte. O argumento de que se no evento masculino todo mundo para o que está fazendo para assistir, na versão das mulheres isso também deveria acontecer. Grupos pelo empoderamento feminino iniciaram campanhas e empresas aderiram ao movimento.

Para quem estiver na cidade de São Paulo, uma boa opção é o Sesc Pinheiros, que preparou uma programação especial com debates durante a Copa do Mundo feminina e em sua área de convivência terá um telão para a transmissão de todos os jogos do torneio, incluindo o do Brasil nesta quinta-feira. A entrada é gratuita.

O Sesc Pompeia também terá transmissões das partidas, assim como o Museu do Futebol, no Pacaembu, que conta com telão e uma arquibancada para 100 pessoas (custa R$ 15). Nesta quinta-feira, inclusive, o prefeito Bruno Covas estará no local para vibrar com a seleção comandada pelo técnico Vadão.

Outra opção é o Bar Das, que fica na Vila Buarque. O estabelecimento vai transmitir todos os jogos do Brasil na competição e no primeiro duelo, contra a Jamaica, a casa teve lotação máxima, com mais de 150 pessoas torcendo pelo time de Marta, Formiga e Cristiane.

No bairro de Perdizes, o Bar Tiquim vai exibir a partida da seleção contra a Austrália. O local estará aberto a partir do meio-dia e para comportar um público maior, o espaço terá alguns bancos grandes para receber as pessoas. Tradicionalmente, serve refeições no horário do almoço.

Além de bares, restaurantes e locais públicos, muitas empresas definiram que vão parar o expediente para ver coletivamente os jogos do Brasil. A Aon, por exemplo, convocou seus colaboradores a torcer com o uso da hashtag #NósPorElas e dois espaços para torcer em sua sede em São Paulo. Já a Engeform terá programação especial nos jogos e lembra que a equidade de gênero faz parte da cultura da companhia.

A Visa, patrocinadora da Fifa, também adotou em seu escritório em São Paulo o Mundial e decorou os espaços com os temas do torneio. As partidas do Brasil serão exibidas para os funcionários. Quem também se engajou nesta campanha foi a Natura, além de dezenas de outras empresas que entendem que o momento é da Copa do Mundo feminina de futebol.

Nesta edição, pela primeira vez a TV Globo vai transmitir as partidas no Brasil em tevê aberta. Os canais SporTV e Band também vão transmitir o importante duelo. Além das exibições, a Copa do Mundo feminina tem um álbum de figurinhas, produzido pela Panini. Desde o pontapé inicial do torneio na França, as vendas de pacotinhos aumentaram consideravelmente.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade