Robinho já admite encerrar a carreira

Condenação em segunda instância por estupro deixou o jogador muito abatido

11 dez 2020
09h32 atualizado às 12h33
0comentários
09h32 atualizado às 12h33
Publicidade

A decisão do Tribunal de Apelação de Milão, na Itália, de condenar Robinho em segunda instância a 9 anos de prisão por estupro pode ser determinante na decisão de o jogador antecipar o encerramento de sua carreira. Em conversa reservada com amigos, segundo o Terra apurou, ele deixou essa possibilidade no ar.

Robinho voltaria ao Santos, mas o acordo foi suspenso por causa da acusação de estupro que o levou à condenação pela justiça italiana. Agora, ele já pensa em abandonar o futebol
Robinho voltaria ao Santos, mas o acordo foi suspenso por causa da acusação de estupro que o levou à condenação pela justiça italiana. Agora, ele já pensa em abandonar o futebol
Foto: Gazeta Esportiva

Isso se daria principalmente por causa do desinteresse de clubes em contratá-lo diante do desgaste de sua imagem. Robinho responde na Justiça italiana por participação num estupro coletivo, em 2013, quando atuava pelo Milan.

A um de seus 'parças', Robinho, que completará 37 anos em janeiro, disse que nunca mais gostaria de passar pela humilhação sofrida com a reviravolta de sua contratação pelo Santos. O clube que o projetou anunciou o seu retorno em outubro, com salário de R$ 1,5 milhão, além de bônus de R$ 300 mil por número de jogos disputados. O vínculo seria até o fim do Brasileiro, em fevereiro de 2021.

Mas houve muita pressão de patrocinadores do clube contrários à aquisição de Robinho, em decorrência da acusação de estupro, o que levou o Santos a suspender o acordo.

A defesa de Robinho deve recorrer da decisão do Tribunal de Apelação e ele só pode ser preso após o caso ser definido pela corte máxima da Itália, que equivale no Brasil ao Supremo Tribunal Federal (STF). Isso pode demorar mais três anos.

Fonte: Silvio Alves Barsetti
Publicidade
Publicidade