0

River Plate perde nos pênaltis e cai na semi da Copa da Argentina

29 nov 2018
00h49
  • separator
  • 0
  • comentários

Em meio ao impasse do segundo jogo da final da Copa Libertadores, o River Plate entrou em campo nesta quarta-feira pela semifinal da Copa da Argentina. Enfrentando o Gimnasia y Esgrima no estádio José María Minella, em Mar del Plata, os Millonarios acabaram empatando em 2 a 2, mas perderam nos pênaltis por 5 a 4 e deram adeus à chance de faturar o título nacional.

O Gimnasia y Esgrima, por sua vez, que já havia eliminado o Boca Juniors, terá a grande chance de se classificar à próxima edição da Libertadores caso vença a final da Copa da Argentina. O confronto decisivo será contra o Rosario Central, que na outra semifinal superou o Temperley, time da Segunda Divisão do país, por 2 a 1.

O jogo - Procurando esquecer o trágico incidente envolvendo a delegação do Boca Juniors no segundo jogo da final da Libertadores, que acabou adiado, o time do River Plate começou a partida desta quarta-feira melhor e abriu o placar aos 29 minutos com Pity Martínez, que bateu falta de esquerda para vencer o goleiro rival e colocar os Millonarios na frente.

Quatro minutos depois, entretanto, o Gimnasia y Esgrima tratou de responder, deixando tudo igual com Faravelli, que aproveitou o rebote do goleiro Armani após finalização dentro da área e precisou apenas completar para o gol.

No segundo tempo, o River Plate voltou a campo mais ligado e logo no segundo minuto conseguiu retomar a vantagem no marcador graças a Lucas Pratto, que recebeu ótimo passe de Nacho Fernández, tirou a bola do alcance do goleiro dentro da área e bateu para o gol.

O Gimnasia y Esgrima novamente não se abalou e foi persistente, acreditando a todo o momento que poderia buscar o empate e levar a decisão para os pênaltis. Dito e feito. Aos 15, após cobrança de escanteio vindo da direita, Santiago Silva, aquele mesmo, que teve passagem pelo Boca Juniors, cabeceou certeiro, vencendo Armani e forçando a definição na marca da cal.

Pênaltis - Nos pênaltis, Lucas Pratto tratou de errar a primeira cobrança para o River Plate. Na quarta cobrança do Gimnasia y Esgrima, porém, o goleiro Armani tratou de defender o chute de Ayala. Assim, a definição só veio nas cobranças alternadas, após Maidana chutar por cima do gol e dar a classificação para a final ao Gimnasia y Esgrima.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade