0

Raí banca Dorival e foca em manter base do São Paulo para 2018

8 dez 2017
14h28
atualizado às 14h32
  • separator
  • comentários

Empossado nesta sexta-feira como novo diretor-executivo de futebol do São Paulo, Raí já começou a planejar 2018. Um de seus pilares para a próxima temporada, ele garantiu, é a manutenção de Dorival Júnior no cargo de técnico da equipe tricolor.

"O Dorival é o treinador do São Paulo, me dou muito bem com ele, conversei bastante com ele em algumas das vezes em que estive no CT n este ano. Acredito muito no trabalho do Dorival, estou muito confiante de que ele possa fazer um grande trabalho em 2018", afirmou o agora dirigente, em entrevista coletiva, no CCT da Barra Funda.

Anunciado na última quinta como novo homem forte do futebol tricolor, Raí teve tempo apenas para se inteirar de algumas negociações que vinham sendo conduzidas por Vinicius Pinotti, seu antecessor. Questionado sobre nomes como o do goleiro Jean e do meia Gustavo Scarpa, disse aos jornalistas que "em breve terão notícias".

O ídolo são-paulino, aliás, minimiza a necessidade de se contratar em grande quantidade. "Na minha opinião, esse elenco não precisa de grandes mudanças. Ele vai crescer muito em 2018, tem uma base forte, claro que sempre pode melhorar", avaliou, antes de prometer fazer parte do cotidiano da equipe para garantir um ambiente saudável entre os atletas e a comissão técnica.

"Quero estar presente no dia a dia, acredito que podemos melhorar bastante coisa para os jogadores renderem muito mais. Uma das minhas principais qualidades é construir um ambiente harmônico. Os jogadores que estão aqui tendem a render muito mais se construirmos um ambiente favorável. O São Paulo, nos últimos anos, teve uma série de problemas extra-campo", ressaltou.

Além de proporcionar um agradável ambiente de trabalho no CCT da Barra Funda, Raí visa manter a base do time atual, que fez boa campanha no segundo turno do Campeonato Brasileiro. Ele crê que o clube seja capaz de evitar um desmanche nas próxima janelas, algo que vem ocorrendo desde 2015.

"A situação (financeira) do São Paulo não é muito diferente da maioria dos grandes clubes do Brasil. É o terceiro clube mais popular do país, tem um potencial gigantesco, vem se planejando para ter mais poder de investimento. Não tenho dúvidas de que o São Paulo tem condições de manter a base de seu elenco durante toda a temporada e o reforçando pouco a pouco", concluiu Raí.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade