0

Presidente da Federação Francesa desconversa sobre Zidane na seleção

3 jun 2018
12h01
atualizado às 16h55
  • separator
  • 0
  • comentários

Quando Zidane revelou que não continuaria seu trabalho como treinador do Real Madrid, automaticamente o seu nome já começou a ser especulado no comando da seleção francesa. Até mesmo o próprio treinador atual dos bleus, Didier Deschamps mostrou ter sentido a sombra do atual tri-campeão europeu.

No entanto, até mesmo para valorizar o seu atual treinador às vésperas da Copa do Mundo, o presidente da Federação Francesa de Futebol, Noel Le Graet, fez questão de desconversar sobre Zizou no comando da seleção num futuro próximo.

"Não há nenhum debate. Zidane deixou o Real Madrid sem ter nenhum projeto. Didier tem contrato até 2020. Esse debate entre os dois não existe", afirmou o mandatário, ao jornal L'Équipe.

Apesar de descartar o comandante neste momento, Le Graet fez questão de elogiar Zidane na função de treinador. "Ele tem o perfil de técnico de forma incontestável. É bem aceito pela opinião pública, os resultados confirmam. Mas temos o tempo dos contratos e o dos resultados. Ele não figura na nossa ordem do dia, não antes de 2020 ou 2022", avaliou o mandatário.

Desde que anunciou que deixaria o comando do Real Madrid, Zinedine Zidane não confirmou qual será o seu futuro trabalho. No último sábado, foi noticiado a existência de uma proposta milionária para que o francês assumisse o comando da seleção do Catar e se tornasse o técnico mais bem pago do planeta.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade