0

Portuguesa repudia xenofobia de seus torcedores contra jogadores do CSA na Copa SP

Ofensas ocorreram após o empate entre as duas equipes, no estádio do Canindé

11 jan 2020
13h07
atualizado às 13h07
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Portuguesa emitiu um comunicado repudiando os xingamentos xenófobos de parte da torcida contra jogadores do CSA após a partida entre as duas equipes na sexta-feira, no Canindé, pela primeira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior, que terminou empatada em 2 a 2.

Após a partida, com os dois times já eliminados da competição, alguns torcedores da Portuguesa direcionaram ofensas de cunho xenofóbico e racista aos jogadores do CSA na saída para o túnel. O clube paulista pediu desculpas e repudiou o que aconteceu no Canindé.

"Uma pequena parte de nossa imensa torcida, ao final do jogo, proferiu palavras que não representam o sentimento dessa instituição. Em alguns meses completaremos 100 anos de uma história construída com o suor de imigrantes. Por isso, a Associação Portuguesa de Desportos vem a público repudiar qualquer manifestação desse tipo, ainda mais em nossa própria casa. No Canindé todos sempre serão bem-vindos e bem tratados, porque essa é a nossa verdadeira cultura", diz um trecho da nota.

A Copa São Paulo, principal torneio de base do futebol brasileiro, já registrou outro caso de preconceito nesta edição. Na última quinta-feira, o goleiro Túlio, do Sport, foi alvo de xingamentos homofóbicos de torcedores do Audax durante o duelo entre os dois times. As ofensas foram relatadas na súmula pelo árbitro da partida Thiago Luis Scarascati.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade