1 evento ao vivo

Ponte Preta perde para o Brasil de Pelotas e confirma o retorno de Gilson Kleina

Equipe de Campinas já soma três jogos consecutivos sem vencer na Série B

27 ago 2019
22h47
atualizado às 22h47
  • separator
  • 0
  • comentários

A Ponte Preta somou o terceiro jogo consecutivo sem vencer, ao ser derrotada pelo Brasil de Pelotas, na noite desta terça-feira, no estádio Bento Freitas, por 1 a 0, em duelo válido pela 19.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O zagueiro Bruno Aguiar, de cabeça, marcou o único gol do jogo, no segundo tempo.

Com o tropeço, o time paulista segue fora do G4, estacionado nos 27 pontos, enquanto o oponente do Sul se afasta da zona de rebaixamento, mais próximo ao meio da tabela, agora com 25.

A diretoria do time paulista, antes do jogo, confirmou a volta do técnico Gilson Kleina, ex-Criciúma, e que vai dirigir a Ponte Preta pela quarta vez. A última aconteceu na Série B do ano passado. Neste tropeço no Sul, o time foi dirigido por Felipe Moreira, auxiliar técnico fixo e funcionário do clube, que ocupou a vaga de Jorginho, demitido após o empate com o Sport por 2 a 2.

O time gaúcho fez valer o fator casa no início, com boa movimentação e velocidade. Os atacantes Murilo Rangel, duas vezes, e Rodrigo Alves foram os responsáveis pelas principais oportunidades.

A Ponte, por sua vez, enfrentou dificuldades para trabalhar a bola no meio e explorou mais as laterais, porém mal assustou. Prova disso é que o goleiro pelotense sequer foi exigido. A chance mais perigosa foi em arremate do lateral Diego Renan, de fora da área e desviada pela defesa.

A volta do intervalo, porém, deu revigorada nos dois lados e esquentou o clima no frio interiorano gaúcho. Tanto é que, em cerca de 15 minutos, houve mais emoção do que antes.

Com nova postura ofensiva, equipe de Campinas criou três grandes oportunidades: duas com Roger e uma com Diego Renan, ambas bem defendidas por Carlos Eduardo. Antes disso, porém, Ivan, convocado por Tite para a seleção brasileira, também mostrou seu cartão de visita e defendeu, de cabeça, chute forte de Rodrigo Alves, de dentro da área.

Depois de colocar fim à pressão do clube de Campinas, o Brasil de Pelotas voltou a se impor e tirou suspiro do torcedor em dois arremates de fora da área. Pouco depois, enfim, a festa. Aos 31 minutos, Ricardo Luz cobrou escanteio e o zagueiro Bruno Aguiar, livre, testou firme, sem chances para Ivan, e abriu o placar.

Em vantagem, o Brasil se fechou e administrou a vantagem para engatar boa fase na competição. Ainda houve tempo, nos acréscimos, para que Ivan fizesse grande defesa em cobrança de falta de Diogo Oliveira.

Os times voltam a campo no próximo sábado. O Brasil de Pelotas visita o líder Bragantino, no Estádio Nabi Abi Chedid, às 19h, enquanto a Ponte Preta recebe o Coritiba, segundo colocado, às 16h30, no Estádio Moisés Lucarelli.

FICHA TÉCNICA:

BRASIL DE PELOTAS 1 x 0 PONTE PRETA

BRASIL DE PELOTAS - Carlos Eduardo; Ricardo Luz, Bruno Aguiar, Heverton e William Formiga; Washington (Eduardo Person), Carlos Jatobá e Diogo Oliveira; Murilo Rangel (Maicon Assis), Cristian (Daniel Cruz) e Rodrigo Alves. Técnico: Bolívar.

PONTE PRETA - Ivan; Arnaldo, Reginaldo, Henrique Trevisan e Diego Renan; Edson, Gerson Magrão (Alex Maranhão), Tiago Real (Dadá) e Matheus Vargas (Everton); Marquinhos e Roger. Técnico: Felipe Moreira (interino).

GOL - Bruno Aguiar, aos 31 minutos do segundo tempo

ÁRBITRO - Diego Pombo Lopez (BA).

CARTÕES AMARELOS - Washington, Bruno Aguiar, Maicon Assis (Brasil); Gérson Magrão (Ponte Preta).

RENDA - R$ 59.000,00.

PÚBLICO - 3.525 pagantes (4.283 total).

LOCAL - Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade