0

Pituca lamenta ausência da torcida e prevê 'partida dura' para o Santos na terça

Clube foi punido por confusão na Libertadores do ano passado

25 fev 2019
20h25
atualizado às 20h25
  • separator
  • 1
  • comentários

O Santos volta a campo para encarar o River Plate, do Uruguai, nesta terça-feira. Depois de empatar na ida por 0 a 0, o time alvinegro decide uma vaga à segunda fase da Copa Sul-Americana no Pacaembu, mas sem poder contar com sua torcida, fruto de uma punição da Conmebol.

"Vai ser diferente. Mas temos que superar tudo isso, tentar dar nosso máximo mesmo sem a torcida", declarou em entrevista à Santos TV o volante Diego Pituca. O time foi punido por causa dos incidentes ocorridos na eliminação da Libertadores do ano passado para o Independiente, no mesmo Pacaembu.

Não é só pela ausência da torcida que Pituca espera dificuldade nesta terça. O volante também elogiou o adversário, que fez jogo duro na ida, no Uruguai, e conseguiu segurar um empate sem gols.

"Vai ser uma partida dura, muito difícil. Lá já foi assim, criamos as melhores chances, mas não conseguimos a vitória. Agora, é pensar positivo para amanhã conseguirmos a classificação", apontou.

O volante ainda admitiu a "apreensão" extra por se tratar de um duelo eliminatório. "A gente fica um pouco apreensivo por ser uma decisão, mas estamos preparados, fizemos um bom jogo contra o Palmeiras. Agora, é colocar em prática aquilo que o Sampaoli pediu para a gente para que possamos sair classificados."

Pituca está confirmado entre os 11 titulares de Jorge Sampaoli, que não poderá contar com os suspensos Cueva e Rodrygo, além de Jean Lucas, que não está inscrito. Desta forma, o Santos deve entrar em campo com: Vanderlei; Victor Ferraz, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Copete; Alison, Diego Pituca, Carlos Sánchez e Jean Mota; Derlis González e Soteldo.

Estadão
  • separator
  • 1
  • comentários
publicidade