0

Pelotão da Série B puxa a fila dos clubes do interior no Paulistão

Times da segunda divisão nacional lutam para surpreender os grandes de São Paulo

18 jan 2019
04h41
  • separator
  • 0
  • comentários

Como sempre considerados zebras ou surpresas na briga pelo título do Campeonato Paulista, os 12 times do interior se reforçaram bastante para a temporada de 2019. Estão mais fortes do que o ano passado. O grupo é puxado pelo pelotão que vai disputar o Campeonato Brasileiro da Série B, formado por seis clubes: Ponte Preta, Guarani, Oeste, São Bento, Bragantino e Botafogo (Ribeirão Preto).

A Ponte Preta brigou pelo acesso até a última rodada da Série B em 2018. O São Bento fez campanha irregular. O Botafogo subiu para a Série B e acaba de ser transformado em clube-empresa, prometendo investimentos pesados nos próximos anos. O Bragantino também subiu da Série C e parece fortalecido. Foi campeão paulista em 1990 sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo. Guarani e Oeste foram, respectivamente, campeão e vice da Série A2 no ano passado.

O Red Bull Brasil é puramente um time empresarial, que sonha com voos altos em nível nacional, enquanto que o São Caetano tem há duas décadas um perfil empresarial de administração. Em 2004 sagrou-se campeão estadual, tendo Muricy Ramalho como técnico. Idem para o Ituano, que já foi campeão paulista duas vezes: em 2002 e 2014.

Mais distantes da capital, Novorizontino e Mirassol são "ilhas bem organizadas". Têm estruturas sólidas e condições de fazer uma boa campanha. A Ferroviária é tradicional e conta com a força da torcida e da bela Arena Fonte Luminosa, em Araraquara (SP).

A primeira meta dos clubes do interior é sempre a permanência na primeira divisão, mas para alguns há também um objetivo em segundo plano. É garantir vaga na Série D de 2019 e entrar no calendário nacional. São três vagas em disputa para cinco times: Red Bull Brasil, Mirassol, São Caetano, Ituano e Novorizontino. A Ferroviária já tem vaga garantida por ter sido vice-campeã da Copa Paulista em 2018.

RIVAIS DE CAMPINAS

Atual campeão da Série A2, o Guarani está de volta para a primeira divisão estadual. Depois de cinco anos distante da Série A1, o time de Campinas (SP) trouxe reforços importantes e promete brigar pela classificação às quartas de final. Com orçamentos inchados pela Série B do Brasileiro, que começa só em abril, Oeste, São Bento, Ponte Preta, Bragantino e Botafogo também são os favoritos para avançar de fase.

Em um dos melhores momentos dos últimos anos, o Guarani trouxe nomes importantes para 2019 como o zagueiro Diego Giaretta, o lateral-direito Léo Príncipe, os atacantes Lucas Crispim e Thiago Ribeiro, além do técnico Osmar Loss, ex-Corinthians. Com o elenco quase completo, o clube fala que o primeiro objetivo é se manter na Série A1, mas não esconde a pretensão de avançar à fase mata-mata no Grupo B, que tem Novorizontino, Palmeiras e São Bento.

Já a rival Ponte Preta montou um grupo com nomes menos badalados, mas aposta na estrela do técnico Mazola Júnior para crescer de produção. Os jogadores mais conhecidos do elenco são os laterais-direitos Arnaldo e Luís Ricardo, o volante Mantuan, os meias Tiago Real e Gerson Magrão e o atacante Thalles, promessa do Vasco. Como caiu no Grupo A - ao lado de Red Bull Brasil, São Caetano e Santos -, o clube acredita que tem chance de terminar entre os dois primeiros.

Quem também montou um elenco com nomes experientes foi o São Bento, que contratou os atacantes Éder Luís, Alecsandro e Tiago Luís. Como caiu no Grupo B, o técnico Marquinhos Santos sabe que não vai ter vida fácil. O Bragantino, recém-promovido da Série C do Brasileiro, apostou na manutenção de alguns jogadores importantes em 2018 como o goleiro Alex Alves, o zagueiro Lázaro, os volantes Adenilson, Jonathan e Magno, o meia Rafael Chorão e o atacante Matheus Peixoto, mas vai brigar forte no Grupo C - que tem Corinthians, Ferroviária e Mirassol.

Outra briga boa pela classificação vai ser no Grupo D com Botafogo, Oeste, Ituano e São Paulo. Depois de conquistar o acesso na Série C, o time de Ribeirão Preto (SP) surpreendeu ao acertar com Denílson, ex-volante do Arsenal, e promete fazer jogo duro.

O Oeste, que também disputa a Série B, contratou o zagueiro Kanu, ídolo do Vitória, e o volante Matheus Jesus, ex-Santos. Bicampeão, o Ituano sempre chega como "zebra", mas costuma dar muito trabalho. O clube trouxe o experiente goleiro Busatto e o atacante Alemão, que tem a carreira marcada por gols e temperamento forte.

Confira os times-base dos clubes do interior de São Paulo:

BOTAFOGO - Rodrigo Viana; Lucas Mendes, Ednei, Plínio e Pará; Denilson, Evandro, Diones e Renan Oliveira; Pimentinha e Rafael Costa (Bruno Moraes). Técnico: Léo Condé.

BRAGANTINO - Alex Alves; Edimar, Léo Rigo, Itaqui e Magno; Adenilson, Vitinho e Rafael Chorão; Galego e Matheus Peixoto. Técnico: Marcelo Veiga.

FERROVIÁRIA - Tadeu; Alisson, Elton, Gualberto e Artur; Anderson Uchôa, Tony e Léo Artur; Maurinho, Lúcio Flávio e Felipe Ferreira. Técnico: Vinícius Munhoz.

GUARANI - Giovanni; Lenon, Diego Giaretta, Thalisson Kelven e Inácio; Ricardinho, Fernandes, Felipe Amorim e Lucas Crispim; Thiago Ribeiro e Fernando Viana. Técnico: Osmar Loss.

ITUANO - Pegorari; Jonas, Léo, Ricardo Silva e Peri; Serrato, Baralhas, Guilherme, Choco e Claudinho; Alemão. Técnico: Vinícius Bergantin.

MIRASSOL - Thiago Cardoso; Daniel Borges, Guilherme Teixeira, Riccieli e Alex Ruan; Léo Baiano, Wellington Simião e Jean Carlos; Felipe Augusto, Carlão (Wilson) e Marquinhos (Rodolfo). Técnico: Moisés Egert.

NOVORIZONTINO - Vágner; Lucas Ramon, Everton Sena, Flávio Boaventura e Paulinho; Adilson Goiano, Jean Patrick e Pedro Carmona; Paulinho Moccelin, Carlos Henrique e Felipe Marques. Técnico: Roberto Fonseca.

OESTE - Caíque; Cicinho (Toni), Caio Ruan, Kanu e Conrado (Alisson); Lídio, Betinho e Marciel; Gabriel Vasconcelos, Jheymi e Mazinho. Técnico: Renan Freitas.

PONTE PRETA - Ivan; Luis Ricardo, Renan Fonseca, Reginaldo e Giovanni; Edson e Mantuan; Gerson Magrão, Tiago Real e Matheus Oliveira; Thalles. Técnico: Mazola Júnior.

RED BULL BRASIL - Júlio César; Aderlan (Railan); Léo Ortiz, Ligger e Romário (Rafael Carioca); Barreto, Uillian Correia e Everton; Osman, Roberson e Ytalo. Técnico: Antônio Carlos Zago.

SÃO BENTO - Mateus Pasinato; Éverton Silva, Diego Ivo, Anderson Salles e Marcelo Cordeiro; Fábio Bahia, João Paulo e Tiago Luis; Joãozinho, Alecsandro e Mazola. Técnico: Marquinhos Santos.

SÃO CAETANO - Jackson; Alex Reinaldo, Joécio, Max e Capa; Willians, Ferreira e Cristian; Ítalo, Rafael Marques e Diego Rosa. Técnico: Pintado.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade