0

Pato repete roteiro da estreia de 2014 e quer jogar em outra posição

Atacante do São Paulo retorna ao clube com gol anulado e deseja atuar como ponta pela esquerda

28 abr 2019
04h41
atualizado às 04h41
  • separator
  • 0
  • comentários

A segunda passagem do atacante Alexandre Pato pelo São Paulo começou neste sábado com vitória do time e a expectativa pela evolução do jogador para as próximas partidas. Embora a equipe tenha vencido o Botafogo no Morumbi, por 2 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, o jogador teve atuação discreta e admite estar ainda abaixo da forma física ideal.

O time não teve dificuldades para controlar o Botafogo e chegar à vitória com gols de Everton, no primeiro tempo, e de Hudson, na etapa final. Pato foi titular no jogo, ficou em campo até os 30 minutos do segundo tempo e participou pouco da partida.

Assim como na estreia pelo São Paulo, em março de 2014, o atacante teve um gol anulado. Se na ocasião passada, contra o CSA, pela Copa do Brasil, o lance foi invalidado por um toque de mão, agora o motivo foi impedimento. "A cada jogo eu vou evoluir, a cada treinamento e com as conversas. Para eu entrar no meu ideal vai precisar de alguns jogos", avaliou Pato.

O atacante não jogava desde novembro. Pato explica que a pré-temporada de 2019 não foi feita de forma correta pelo Tianjin Quanjian pois na época negociava a rescisão de contrato. Pelo São Paulo foram três semanas de treinos, período ainda curto para adquirir entrosamento com os novos colegas.

O jogador pretende ser testado em outra função. Com Pablo machucado, Pato atuou como centroavante, mas a preferência dele é atuar posicionado pelas pontas, principalmente a esquerda. Foi com esse papel que em 2015 ele fez 26 gols na temporada e foi o artilheiro do São Paulo no ano.

"Minha posição é jogar aberto. Mas se o professor precisar, vou jogar. Estamos iniciando. É um caminho longo. Começar com uma vitória é a chance da gente brilhar nesse campeonato", avaliou Pato. O jogador não foi o único estreante da tarde. Os meias Tchê Tchê e Vitor Buenos também ganharam chance.

O técnico Cuca contou que avalia a possibilidade de usar Pato futuramente como ponta, como pretende o jogador. Mas como a função exige mais preparo físico, será necessário ter paciência. "Se ele não está em condição ideal para jogar, tem que retomar e vai retomar aos poucos. Como centroavante ele iria sofrer menos do que pelo lado do campo", explicou.

Na quarta-feira o São Paulo enfrenta o Goiás, no Serra Dourada, com a cobrança do treinador para exigir uma atuação melhor. Cuca criticou a falta de velocidade do time. "Estamos muito aquém do que a gente pretende estar. Alguns jogadores vão subir de produção", disse.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade