0

Paraná perde para o Brasil de Pelotas e vê posição ameaçada no G4

7 nov 2017
22h27
atualizado às 22h27
  • separator
  • comentários

O Brasil de Pelotas conseguiu um grande resultado jogando em casa, no estádio Bento Freitas, ao vencer o Paraná por 2 a 0, respirando em sua luta contra a zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro e complicando a vida do adversário. Com o resultado, o time gaúcho chegou aos 42 pontos, na 13ª colocação. O Tricolor, por sua vez, deu sorte na rodada e segue em quarto, com 56 pontos, mas já vê sua posição no G4 em perigo.

Depois de uma primeira etapa sem bola na rede, ao Xavante abriu a contagem aos 11 minutos da etapa final, com Rafinha, que aproveitou cruzamento rasteiro para marcar. Aos 25 minutos, pegando rebote, o meia fez mais um.

Na próxima rodada, o Brasil de Pelotas enfrenta o Paysandu, sábado, na Curuzu, em Belém. Já o Paraná Clube terá pela frente a Luverdense, sexta-feira, na Vila Capanema.

O jogo - A partida começou pegada, com os dois times marcando forte. Aos sete minutos, sem conseguir entrar na defesa adversária, o Xavante chegou pela primeira vez em jogada de bola parada, aos sete minutos, com Rafinha, que cobrou falta com efeito e parou em grande defesa de Richard.

Eram poucas oportunidades nas partidas, tanto pelo trabalho das defesas quanto pela falta de criatividade dos ataques. Aos 18 minutos, Gabriel Dias achou espaço para forçar o lançamento, mas a bola foi direto para as mãos de Marcelo Pitol. Aos 20 minutos, levantamento para Marcinho, que subiu no meio da área e testou pela linha de fundo.

Cobrança de escanteio, Leandro Leito testou e Alemão, de forma providencial, afastou o perigo. Aos 36 minutos, Marlon cruzou para Lincom e Maidana apareceu para cortar. O Brasil ensaiava uma pequena pressão. Aos 43 minutos, Teco até balançou a rede, mas a arbitragem anulou o lance.

Para a etapa final, as equipes retornaram sem modificações. A primeira boa chance aconteceu apenas aos sete minutos com Robson, que partiu para a jogada individual e chutou cruzado, pela linha de fundo. Aos 10 minutos, Lincom respondeu com um chute de fora da área, para fora. Mas, aos 11 minutos, após troca de passes, Marcinho cruzou rasteiro e Rafinha empurrou para o fundo da rede para abrir a contagem.

O Xavante quase ampliou, aos 21 minutos, com Leandro Leite, que aproveitou cobrança de falta de Itaqui para desviar pela linha de fundo. A pressão continuou e, aos 24 minutos, Itaqui mandou um petardo para Richard salvar. Mas, aos 25 minutos, não teve jeito. Rafinha pegou sobra de bola na área e empurrou para rede, ampliando a vantagem.

O jogo era tenso, com alguns embates envolvendo os atletas, com discussões e alguns empurrões. Aos 39 minutos, Rayan chutou cruzado e Zezinho apareceu na pequena área para escorar em cima do goleiro Pitol. Cobrança de falta para Renatinho, aos 42 minutos, nas mãos de Marcelo Pitol. O time da casa, tranquilo em campo, administrou a vitória e respirou um pouco em sua luta contra a degola. O Tricolor se complicou.

BRASIL 2 X 0 PARANÁ

Local: estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS)

Data: 07 de novembro de 2017, terça-feira

Horário: 20h30 (de Brasília)

Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadao (GO)

Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa/GO) e Edson Antonio de Sousa (GO)

Cartões amarelos : Marlon, Rafinha, Marcinho, Eder Sciola e Leandro Camilo (Brasil); Renatinho, Igor, Gabriel Dias (Paraná)

Gols

BRASIL DE PELOTAS: Rafinha, aos 11 minutos e aos 25 minutos do segundo tempo

BRASIL DE PELOTAS: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Teco, Leandro Camilo e Marlon; Leandro Leite, Itaqui e Rafinha; Marcinho (Cassiano), Misael (Calyson)e Lincom (João Afonso)

Técnico: Clemer

PARANÁ: Richard; Cristovam, Maidana, Brock e Igor (Rayan); Gabriel Dias, Vinícius Kiss, Renatinho e João Pedro (Zezinho); Robson e Alemão (Vitor Feijão)

Técnico: Matheus Costa

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade