0

Para preservar gramado, Brasil e Venezuela não vão treinar na Fonte Nova

Local da partida desta terça-feira, pela Copa América, recebeu duas críticas da Argentina no último sábado

17 jun 2019
12h49
  • separator
  • 0
  • comentários

O estado do gramado da Fonte Nova mudou a agenda de Brasil e Venezuela nesta segunda-feira, véspera do encontro entre as duas seleções em Salvador pela segunda rodada da fase de grupos da Copa América. Em vez de realizar o último treino para a partida no estádio, como é o habitual em competições desse tipo, as equipes terão o último trabalho em outro local, para não desgastar mais o campo da arena.

Após fortes chuvas em Salvador nas últimas semanas, assim como a utilização para jogos do Bahia, a Fonte Nova ficou com a qualidade do gramado prejudicada. No sábado, Argentina e Colômbia se enfrentaram no local, pela Copa América, e reclamaram de buracos e do aspecto do piso. "Sobre o estado do campo, me parece lamentável. Se hoje era a estreia, imagine como será depois de dois ou três jogos", criticou o treinador argentino, Lionel Scaloni.

A CBF havia anunciado primeiramente um treino na Fonte Nova, mas a entidade foi comunicada pelo Comitê Organizador Local (COL) da Copa América que seria necessário alterar o local da atividade. O time do técnico Tite vai encerrar a preparação no fim da tarde, às 17h45, no estádio do Barradão. O trabalho só será aberto aos jornalistas durante os primeiros 15 minutos. No caso da Venezuela, o trabalho final da equipe está marcado para as 18h no estádio Pituaçu.

Apesar do pedido do COL para mudar o lugar de treinos, as seleções de Brasil e Venezuela vão precisar passar pela Fonte Nova na noite desta segunda-feira. Como as entrevistas coletivas dos técnicos e de um jogador de cada equipe são obrigatórias nas vésperas das partidas, será necessário os representantes se deslocarem até o estádio do jogo para realizar o atendimento aos jornalistas.

O Barradão e o Pituaçu ficam distantes da Fonte Nova. O local de treino da seleção brasileira se localiza a cerca de 16 km do estádio que receberá a partida, enquanto a atividade da Venezuela está a 11 km do local. As duas seleções já realizaram trabalhos nesses locais no último domingo. A partida pela Copa América está marcada para as 21h30 desta terça-feira.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade