PUBLICIDADE

Palmeiras faz jogo protocolar, mas aproveita fraquezas do adversário e chega à 4ª vitória seguida

Equipe de Abel Ferreira é fatal em aproveitar falhas defensivas do Red Bull Bragantino; Dudu fica no banco, mas é aplaudido por torcedores

20 jun 2024 - 23h35
(atualizado às 23h41)
Compartilhar
Exibir comentários

O Palmeiras venceu o Red Bull Bragantino por 2 a 1, nesta quinta-feira, 20, no Allianz Parque, em São Paulo, no fechamento da décima rodada do Campeonato Brasileiro. A vitória colocou o time na terceira posição na tabela, com 20 pontos, o mesmo que tem o Botafogo, segundo colocado, e um a menos que o líder Flamengo.

Ainda antes do apito inicial, chamaram a atenção os aplausos para Dudu. O camisa 7 voltou a ficar no banco após a polêmica negociação com o Cruzeiro. O atacante ficou no Palmeiras mesmo que a presidente Leila Pereira tenha indicado para que ele se transferisse ao clube mineiro. São nove meses sem entrar em campo.

Com menos de um minuto de jogo, o Red Bull Bragantino havia dado a primeira finalização, e o Palmeiras já tinha respondido, com Estêvão. A intensidade do início deu a tônica para o restante da partida. Com um time estudando o outro, ambas as equipes construíram boas jogadas ofensivas no primeiro tempo, mas os donos da casa conseguiram concluir melhor. Helinho e Mosquera foram as armas de escape do time de Bragança Paulista, que pecou nas finalizações.

O Palmeiras sentiu falta de Lázaro, fora por lesão na coxa esquerda. Gabriel Menino, opção de Abel para o lugar do camisa 17, até cumpriu a função pelo lado esquerdo de ataque, mas com menos recursos em jogadas individuais. O ataque palmeirense, contudo, mostrou qualidade coletiva ao avançar em bloco, mesmo em contra-ataques. Veiga, Estêvão, Menino e Rony flutuavam pela zona ofensiva encontrando espaços.

Foi assim que Estêvão recebeu direto de Weverton e deixou Capixaba para trás, sabendo que encontraria os companheiros dentro da área ao cruzar. Quem recebeu o passe foi Veiga, que bateu forte e fora do alcance de Cleiton para abrir o placar.

Aos 28 minutos, Estêvão repetiu a jogada, mas, em vez de cruzar após o primeiro drible, ele deixou para trás mais três defensores do Red Bull Bragantino. O chute saiu fraco, e Cleiton defendeu, estragando o que seria uma pintura do garoto de 17 anos no Allianz Parque. O confronto entre o jovem e o arqueiro se repetiu mais vezes na noite, com vantagem para o defensor.

Enquanto o Palmeiras tinha a vantagem, o Red Bull Bragantino buscava o empate. Entretanto, a defesa palmeirense dava cada vez menos espaços. Somente no primeiro tempo, o time da casa finalizou 16 vezes, contra apenas seis dos visitantes.

Logo aos quatro minutos do segundo tempo, o time de Bragança Paulista conseguiu encontrar o Palmeiras aberto após um desarme de Matheus Fernandes em Zé Rafael. O próprio meia avançou e tabelou com Sasha para entrar na área cara a cara com Weverton e empatar.

O gol não intimidou o Palmeiras, que continuou a buscar o ataque, mas deu ânimo para os visitantes buscarem a virada. A equipe de Abel Ferreira, contudo, voltou a contar com lançamento do goleiro Weverton, agora diretamente para Rony. O camisa 10 finalizou na saída de Cleiton e colocou o Palmeiras novamente na frente.

O Red Bull Bragantino ficou desestabilizado e abriu espaços na defesa como se convocasse o Palmeiras para atacá-lo. Estêvão mostrou se divertir com os dribles para criar chances. É bom que o torcedor palmeirense aproveite o futebol do garoto antes da ida dele para o Chelsea.

A partida do Palmeiras não foi mais que protocolar. Ainda assim, o time aproveitou falhas do adversário e não flertou com a derrota mesmo quando o placar estava empatado. A falta de Endrick ainda é sentida, evidentemente, enquanto Rony e Flaco López não conseguem substituí-lo. O talento de Estêvão encanta, mas o que pode ser ainda mais efetivo para o setor é a movimentação que Abel Ferreira aplica aos homens de frente, gerando espaços na defesa do oponente. Há margem para ser ainda mais fatal nas conclusões: apenas sete das 19 finalizações foram no gol.

Próximos jogos de Palmeiras e Red Bull Bragantino

No domingo, às 18h30, o Palmeiras recebe o Juventude, novamente no Allianz Parque, pelo Brasileirão. No mesmo dia e horário, o Red Bull Bragantino joga contra o Vitória, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

PALMEIRAS 2 X 1 RED BULL BRAGANTINO

  • PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Murilo, Naves e Piquerez; Aníbal Moreno, Zé Rafael (Fabinho), Gabriel Menino (Jhon Jhon), Raphael Veiga (Vanderlan) e Estêvão (Gustavo Garcia); Rony (Flaco López). Técnico: Abel Ferreira.
  • RED BULL BRAGANTINO: Cleiton; Nathan Mendes (Talisson), Pedro Henrique, Eduardo e Juninho Capixaba; Matheus Fernandes (Gustavinho), Eric Ramires (Thiago Borbas) e Lucas Evangelist; Helinho, Eduardo Sasha (Nacho Laquintana) e Mosquera (Vitinho). Técnico: Pedro Malta.
  • GOLS: Raphael Veiga, aos 20 minutos do primeiro tempo. Matheus Fernandes, aos 4, e Rony, aos 9 minutos do segundo tempo.
  • ÁRBITRO: Anderson Daronco (Fifa/RS).
  • CARTÕES AMARELOS: Eric Ramires e Vitinho
  • PÚBLICO: 29.119 torcedores.
  • RENDA: R$ 2.155.800,48.
  • LOCAL: Allianz Parque, em São Paulo.
Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade