0

Palmeiras encerra preparação e deve ter escalação diferente contra o São Caetano

Com rodízio implementado por Felipão, nomes como Dudu e Thiago Santos podem dar lugar a Moisés e Bruno Henrique

26 jan 2019
14h52
atualizado às 14h52
  • separator
  • 0
  • comentários

O Palmeiras finalizou na manhã deste sábado, na Academia de Futebol, a preparação para enfrentar o São Caetano, no domingo, às 19h, no Estádio Anacleto Campanella, pela terceira rodada do Campeonato Paulista.

O técnico Luiz Felipe Scolari esboçou o time titular e ensaiou diversos fundamentos, como saídas de bola, transições, marcações e algumas jogadas específicas. O restante do grupo fez atividades com dimensões reduzidas no campo ao lado.

O recém-contratado Ricardo Goulart, apresentado para a torcida na última partida contra o Botafogo de Ribeirão Preto, e Willian deram sequência aos seus cronogramas de preparação na parte interna do centro de excelência do CT. O primeiro se recupera de uma artroscopia no joelho e o segundo está em fase inicial de recuperação após passar por uma cirurgia para corrigir lesões nos ligamentos cruzado e colateral medial do joelho.

Felipão fechou a atividade novamente e não indicou qual será a escalação. No entanto, o treinador já havia adiantado em entrevista coletiva que mudará quase todo o time outra vez, dando continuação ao rodízio que ele implementou no Campeonato Brasileiro em 2018.

Os únicos titulares nos dois primeiros jogos, Thiago Santos, Gustavo Scarpa e Dudu podem ser poupados. Por outro lado, da lista de inscritos no Campeonato Paulista, resta testar três jogadores: o goleiro Jailson, o volante Jean e o meia Moisés. É provável que alguns deles enfrentem o São Caetano para poder ganhar ritmo.

Dessa forma, a provável escalação palmeirense deve ter: Weverton (Jailson); Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique (Jean) e Lucas Lima (Moisés); Carlos Eduardo, Felipe Pires e Borja.

O Palmeiras soma quatro pontos no torneio estadual, decorrentes de um empate em 1 a 1 na estreia contra o Red Bull Brasil e uma vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo no duelo seguinte, no Allianz Parque.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade