0

Palmeiras apresenta time feminino de futebol e Mattos vê 'projeto de excelência'

Alviverde monta equipe a partir de parceria com a Prefeitura de Vinhedo, no interior de São Paulo

13 fev 2019
17h34
atualizado às 17h37
  • separator
  • comentários

O Palmeiras apresentou oficialmente, na manhã desta quarta-feira, na Academia de Futebol, o seu novo time de futebol feminino para a temporada de 2019. O projeto, realizado em parceria com a prefeitura de Vinhedo, cidade do interior paulista, visa a participação da equipe nas principais competições do País. Inicialmente, jogará o Paulistão e a Série A2 do Campeonato Brasileiro.

A apresentação contou com as presenças de Alexandre Mattos, diretor do futebol do clube, de Alberto Simão, gerente do time feminino, de Jaime Cruz, prefeito de Vinhedo, e da técnica Ana Lúcia Gonçalves, além de todas as jogadoras da equipe alviverde.

Ao falar sobre a nova iniciativa do Palmeiras, Mattos exaltou o projeto e o qualificou como "de excelência". "É um dia muito importante, o Palmeiras sempre pensa em excelência e busca os objetivos nas competições, por isso chamamos o Alberto. Sabemos que é o início, começaremos do zero e, como todo início, podemos ter alguns problemas. A evolução acontecerá ano a ano. Digo ao torcedor do Palmeiras que trabalharemos bastante para dar muito orgulho e, sem dúvida, será um projeto de excelência e buscaremos sempre o melhor, assim como é no futebol masculino", ressaltou o dirigente.

A parceria do clube com Vinhedo, inicialmente, é por um ano, mas já prevê a possibilidade de renovação, sendo que a cidade oferecerá a estrutura para o time treinar e mandar suas partidas, enquanto todo o investimento financeiro será do Palmeiras.

"Quero agradecer aos responsáveis diretos. Ao prefeito de Vinhedo, obrigado por abrir as portas da cidade, com certeza faremos uma parceria forte e duradoura. Ao gerente Alberto Simão, uma pessoa que tem larga experiência desde universidades até o futebol profissional masculino. Estamos em boas mãos. A treinadora Ana também, uma das poucas que possui a licença A da CBF para ser treinadora. Tenho certeza de que será muito bem capacitada para ser líder da equipe", afirmou Mattos.

Técnica com histórico de revelar nomes para as seleções brasileiras de base e principal, Ana Lúcia Gonçalves comemorou a oportunidade que terá de dirigir a equipe feminina palmeirense. "Estou muito feliz e me sinto muito lisonjeada por ter sido escolhida para fazer parte deste projeto. O Palmeiras deu total liberdade para a gente, junto com o Alberto, escolhermos a nossa comissão técnica e as atletas. Isso é muito importante, eu diria que até fundamental. É uma modalidade diferente, todos querem comparar com o masculino, mas há muitas diferenças. Agradeço a todos", disse.

Já Alberto Simão, gerente contratado para cuidar da categoria, enalteceu o desafio de tentar montar uma "uma equipe de ponta", mas admitiu: "Sabemos que estamos fazendo tudo do zero". "O Palmeiras optou por montar a sua equipe, geralmente é normal se unir a outro time já existente, mas o projeto do Palmeiras é diferente. Por ser o Palmeiras, procuramos o melhor do mercado, montamos uma equipe que consideramos competitiva. Sabemos das dificuldades, o torcedor precisa ter paciência no início de trabalho", ponderou.

JOGOS EM VINHEDO

O Palmeiras vai mandar os jogos que disputar em casa no Paulistão e na Série A2 do Brasileiro no estádio Nelo Bracalente, em Vinhedo, que vai completar 70 anos de sua emancipação em 2 de abril de 1949. Em alusão ao fato, o prefeito Jaime Cruz exibiu uma camisa do clube com o número 70 nas costas durante a apresentação desta quarta.

"Vinhedo se sente muito feliz, completaremos 70 anos em abril. Para nós, foi um presente, ganhamos um dos melhores presentes. Quando você é escolhido, é muito gratificante. Claro que nos sentimos honrados. A partir de hoje, Vinhedo será a casa das atletas. Digo que hoje Vinhedo acordou mais verde. Já temos o selo azul e verde de sustentabilidade e agora com o time feminino do Palmeiras. Que o Palmeiras se sinta em casa, Vinhedo é uma cidade acolhedora", disse Jaime Cruz.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade