8 eventos ao vivo

Na zona da degola, Athletico-PR e Coritiba fazem em clássico em busca da reação

Eduardo Barros terá força máxima para o duelo, enquanto Jorginho faz mistério e indicou que poderá fazer algumas mudanças

12 set 2020
11h31
atualizado às 11h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em situação difícil no Brasileirão, Athletico-PR e Coritiba vão se enfrentar neste sábado, às 16h30, na Arena da Baixada, em busca da recuperação. Ambas as equipes paranaenses figuram na zona de rebaixamento e uma derrota pode complicar ainda mais a situação neste início de campeonato.

Há sete jogos sem vencer no Brasileiro, o Athletico terá força máxima. O técnico interino Eduardo Barros negou poupar atletas visando o duelo pela Copa Libertadores, no próximo meio da semana. O treinador, no entanto, não divulgou a escalação e, para despistar, usou o último treinamento para testar cinco formações diferentes.

"Diante da importância do clássico e da nossa posição na tabela, ninguém vai ser poupado. Nós vamos conversar com os jogadores e comissão técnica e vamos com o clássico com força máxima", garantiu o treinador, ainda interino, desde a saída de Dorival Junior.

A principal novidade é o volante Wellington. Ele esteve envolvido em negociação com Corinthians e Grêmio, mas sem acordo, nesta sexta-feira as conversas foram encerradas. Caso ele fique ao menos no banco de reservas, não poderá mais atuar por outro time da divisão.

"Os jogos que passaram, ficaram pra trás. Vamos focar todas as nossas forças no clássico. Nós também precisamos nos corrigir para chegarmos o mais preparados possível para o clássico", completou o treinador. Além de Wellington, a outra dúvida de Eduardo Barros está no setor ofensivo, entre Fabinho e Geuvânio. O primeiro tem leve vantagem para iniciar entre os titulares no clássico.

Do outro lado, o Coritiba terá apenas uma baixa. O técnico Jorginho não contará com o zagueiro Rodolfo Filemon, que foi expulso infantilmente no empate por 3 a 3 diante do Goiás e, inclusive, foi punido pela diretoria. O experiente Rhodolfo, recuperado de lesão, retornará ao time titular ao lado de Sabino. Ele já havia ficado no banco de reservas frente ao esmeraldino.

Jorginho Campos fez mistério na equipe e indicou que poderá fazer algumas mudanças visando surpreender o adversário. A principal dúvida é entre Hugo Moura e Matheus Galdezani, mas o segundo larga na frente por uma vaga no meio de campo. Já Giovanni Augusto deverá ganhar mais uma chance entre os titulares.

O atacante Neilton, com entorse no tornozelo, segue vetado pelo departamento médico, assim como o lateral Patrick Vieira. Recém-contratado, o volante paraguaio Ramon Martinez teve seu nome divulgado no BID a tempo e, por isso, fica à disposição. Ele vai ficar no banco de reservas e pode até estrear durante o jogo.

"Estou preocupado porque a cada jogo que passa as coisas vão se apertando mais e a gente precisa passar de 25 pontos nesse primeiro turno e é esse o nosso objetivo. Vamos ter um jogo difícil, contra nosso maior rival. É uma partida diferenciada e temos que tratar como tal", explicou o treinador.

Há três jogos sem vencer, o Coritiba ocupa a 18ª colocação, com os mesmos oito pontos do rival paranaense. O Athletico, contudo, está uma posição acima. Mas ambos estão na zona da degola.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade