0

Na Fonte Nova, Bahia e Botafogo iniciam duelo brasileiro na Sul-Americana

Equipe baiana deve ter garoto Ramires como titular; Zé Ricardo opta por poupar Carli, Moisés e Kieza no time carioca

20 set 2018
08h57
atualizado às 08h57
  • separator
  • 0
  • comentários

Com campanhas idênticas no Campeonato Brasileiro e na luta contra o rebaixamento, Bahia e Botafogo deixam de lado a competição nacional nesta quinta-feira, para se enfrentarem no jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana, marcado para as 21h45, na Fonte Nova.

Nas duas fases anteriores do torneio continental, os times passaram por clubes de fora do Brasil, com o Bahia eliminando o boliviano Blooming e o uruguaio Cerro, enquanto o Botafogo bateu Audax Italiano, do Chile, e Nacional, do Paraguai. Agora, porém, farão um confronto nacional, o que garante ao País ao menos um representante nas quartas de final da Sul-Americana.

O torneio vale ao campeão uma vaga na Copa Libertadores de 2019, mas nem por isso os times podem deixar o Brasileirão de lado, pois somam 29 pontos, com apenas dois de vantagem para a zona de rebaixamento e com o Bahia à frente, em 14º lugar, apenas em função dos critérios de desempate. E o equilíbrio também se repetiu no confronto do primeiro turno, quando os times empataram por 3 a 3, na Fonte Nova.

Apesar da preocupação com o momento do time no Brasileirão, o técnico Enderson Moreira não vai poupar ninguém no duelo desta quarta-feira em Salvador. Mas ele não poderá contar com o zagueiro Tiago e o atacante Élber, ambos lesionados. Eles serão substituídos por Douglas Grolli e Vinícius, respectivamente.

"A competição importante para a gente, possibilidade de uma conquista internacional. A gente vai com o que tem de melhor. A única coisa que vai tirar alguém do jogo é se não tiver condições", afirmou Enderson.

A principal novidade da escalação do Bahia deverá ser o meia Ramires, de 18 anos. Ele se destacou no empate com o Palmeiras, no fim de semana, ao dar a assistência para o gol do time no empate por 1 a 1 e foi inscrito nesta semana na Copa Sul-Americana, assim como o atacante Clayton, recém-contratado do Atlético Mineiro.

A estratégia do Botafogo será um pouco diferente, pois o técnico Zé Ricardo optou por poupar o zagueiro Carli, o lateral Moisés e o atacante Kieza. Assim, Gilson vai ser o titular da lateral esquerda, enquanto Yago e Marcelo disputam vaga na defesa, assim como ocorre no setor ofensivo entre Aguirre e Brenner. Além disso, Erik não pode ser escalado por ter sido inscrito pelo Atlético-MG na competição.

E Zé Ricardo preferiu não dar dicas sobre a escalação do time carioca. "Temos que combinar com a fisiologia e a comissão para não ter lesões, já que Botafogo enfrentou muitos problemas", justificou o treinador.

O duelo de volta entre Botafogo e Bahia será disputado em 3 de outubro. E quem avançar terá pela frente o vencedor da série entre Atlético Paranaense e Caracas - na ida, na terça-feira, o time curitibano venceu por 2 a 0 na Venezuela.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade