1 evento ao vivo

Na Copa da Rússia, Fifa terá o pior aumento de receita da história recente

14 jun 2018
10h02
  • separator
  • comentários

Copa após Copa a Fifa vem aumentando o seu faturamento exponencialmente. De acordo com estudo da Sports Value, a entidade máxima do futebol saiu de uma receita de US$ 1,4 bilhão no Mundial na Coreia do Sul e Japão para US$ 4,8 bilhão em 2014, quando o torneio de seleções foi sediado pelo Brasil. Contudo, apesar desse número ter triplicado, o aumento de faturamento projetado para 2018 não é grande.

A entidade projeta que receberá US$ 5,2 milhões (aproximadamente R$ 19 milhões) na Copa do Mundo da Rússia, o que representa apenas um aumento de 8% em relação a quatro anos atrás, metade do acréscimo percentual de receitas de 2010 para 2014 (15%). Além disso, o aumento é sete vezes menos do que na África do Sul e oito vezes menos do que na Alemanha.

O maior percentual que a Fifa teve nesse quesito foi de 2002 para 2006, quando a receita saltou de US$ 1,6 bilhão para US$ 2,6 bilhões. A entidade ganhou 65% a mais no Mundial disputado em solo europeu do que na Ásia. Já na Copa do Mundo da África do Sul o aumento foi de 59%.

O contraponto positivo é a receita que a organização que cuida e regula o futebol mundial espera ter para a Copa do Mundo do Catar. Existe a estimativa de que o torneio de seleções irá gerar US$ 6,5 bilhões (aproximadamente R$ 24 milhões na cotação atual). Caso esse cenário se confirme, seria um acréscimo de 25% em relação a projeção para a Rússia.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade