0

Mirassol perde pênalti e Ituano vence mesmo com apenas 10 jogadores

Morato, aos 33, e Léo, aos 36 minutos do segundo tempo, marcaram os gols da vitória

15 fev 2019
21h55
atualizado às 21h55
  • separator
  • 0
  • comentários

Mesmo com um jogador a menos e uma forte chuva em Itu, o Ituano fez valer o mando de campo, venceu o Mirassol por 2 a 0 no estádio Novelli Júnior e assumiu a liderança do Grupo D do Campeonato Paulista, ultrapassando o São Paulo. Morato abriu o placar aproveitando o rebote do goleiro Tiago Cardoso e Léo completou o resultado de cabeça, ambos no segundo tempo. O adversário ainda perdeu um pênalti no início do jogo, com Rodolfo mandando para fora.

A importante vitória em casa levou o Ituano a 10 pontos, líder provisório do Grupo D. São Paulo e Oeste, que ainda jogam nesta sétima rodada do Campeonato Paulista, têm nove pontos cada. Do outro lado, o Mirassol completa cinco jogos sem vencer, com três derrotas e dois empates, e segue com cinco pontos, podendo terminar o final de semana na zona de rebaixamento.

Não faltou emoção no primeiro tempo da partida. Com nove minutos, Leandro Amaro aproveitou uma cobrança de escanteio de Alex Ruan, subiu mais que todo mundo, mas testou sem direção em investida do Mirassol. O Ituano respondeu aos 12, quando Baralhas avançou com liberdade pelo meio, ajeitou o corpo e bateu cruzado, mas Tiago Cardoso só acompanhou a bola pela linha de fundo.

Na sequência, Wellington Simião pegou na ponta esquerda e bateu rasteiro, cruzado, mas a bola explodiu no peito do lateral Jonas, do Ituano. A arbitragem entendeu que a bola bateu no braço e assinalou pênalti. Na cobrança, Rodolfo chutou muito para fora, mandando pela lado direito do goleiro Pegorari, que chegou a cair no canto certo.

A resposta do Ituano veio aos 43 minutos, em uma oportunidade tão clara quanto uma penalidade. Martinelli fez uma boa jogada pela esquerda, passou pela marcação e só rolou para Morato, na linha da pequena área. Mesmo com o goleiro Tiago Cardoso completamente batido, o atacante pegou mal demais na bola, com muita força. Ela subiu demais, tocou no travessão e saiu pela linha de fundo.

Para a etapa final, mais um lance polêmico rondou a arbitragem. Logo com um minuto, Morato recebeu pela esquerda, tentou cortar para o meio e foi puxado pelo defensor. Ele chegou a dar continuidade na jogada, arriscando um chute rasteiro, mas nas mãos do goleiro Tiago Cardoso. Ainda assim, Thiago Duarte Peixoto deixou o jogo seguir mesmo sob os protestos dos jogadores do Ituano.

Só que a pressão que o Ituano ensaiou para o segundo tempo foi por água abaixo em pouco tempo. Tudo começou quando Peri fez uma falta desnecessária e recebeu o primeiro amarelo aos oito minutos. Praticamente na sequência, com 23, o lateral esquerdo interrompeu mais um contra-ataque, tomou a segunda advertência e consequentemente o cartão vermelho, deixando o time da casa com um jogador a menos.

Conforme o tempo passava, a chuva apertava em Itu. O Mirassol se animou com a vantagem numérica e subiu as suas linhas de marcação, buscando uma pressão. Só que o time não contava com um vacilo de Tiago Cardoso. Baralhas puxou o contra-ataque em velocidade e arriscou um chute forte. O goleiro espalmou mal, para o meio, e Morato só completou para o fundo das redes, aos 33 minutos.

Praticamente na sequência, o Ituano liquidou a fatura dentro de casa. Em cobrança de escanteio, Morato mandou para o meio da grande área, Martinelli deu uma casquinha e Léo testou firme para marcar o segundo gol, com 36 minutos. A marcação do Mirassol estava tão vendida, que o zagueiro cabeceou sem precisar pular.

Na próxima sexta-feira, às 18h45, o Mirassol recebe o São Bento no estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol, pela 8ª rodada. Já o Ituano entra em campo só no domingo, às 17 horas, contra a Ponte Preta em Campinas, no estádio Moisés Lucarelli.

FICHA TÉCNICA:

ITUANO 2 x 0 MIRASSOL

ITUANO - Pegorari; Jonas, Léo Santos, Ricardo Silva e Peri; Baralhas, Corrêa (Salomão) e Marcos Serrato; Claudinho (Gui Mendes), Morato (Choco) e Martinelli. Técnico: Vinícius Bergantin.

MIRASSOL - Tiago Cardoso; Daniel Borges (Maílton), William Alves, Leandro Amaro e Alex Ruan; Riccieli (Wilson), Léo Baiano e Wellington Simião (Jean Carlos); Carlão, Rodolfo e Felipe Augusto. Técnico: Moisés Egert.

GOLS - Morato, aos 33, e Léo, aos 36 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Daniel Borges, Jean Carlos e Alex Ruan (Mirassol).

CARTÃO VERMELHO - Peri (Ituano).

ÁRBITRO - Thiago Duarte Peixoto.

RENDA - R$ 5.865,00.

PÚBLICO - 570 pagantes.

LOCAL - Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade