0

Milan vence fora de casa e permanece em terceiro no Italiano

Comandados de Gattuso chegaram aos 51 pontos, na terceira colocação, e não podem ser ultrapassados pela Internazionale nesta rodada

9 mar 2019
18h27
atualizado às 19h00
  • separator
  • comentários

Embalado pela ótima recuperação no Campeonato Italiano, o Milan foi até Verona, no estádio Marc'Antonio Bentegodi, e venceu o Chievo, lanterna da competição, por 2 a 1, pela 27ª rodada. Com o resultado, os comandados de Gattuso chegaram aos 51 pontos, na terceira colocação, e não podem ser ultrapassados pela Internazionale nesta rodada.

Lucas Biglia comemora seu gol pelo Milan contra o Chievo
Lucas Biglia comemora seu gol pelo Milan contra o Chievo
Foto: Daniele Mascolo / Reuters

Sem Zapata e Bonnaventura, machucados, o primeiro tempo foi faltoso e morno, com uma finalização certa para cada lado, justamente as bolas dos gols: Biglia para o Milan e Hetemaj para o Chievo, com expulsão de Gattuso por reclamação. Na segunda etapa, Paquetá, que não fez uma boa partida, foi substituído por Calhanoglu, e Piatek marcou seu 19º no Calcio, colocando o Milan à frente do marcador.

Na próxima rodada, os comandados de Gattuso têm um confronto direto pela permanência na zona de classificação para a Liga dos Campeões contra a Inter, no San Siro, no domingo. Enquanto isso, o Chievo busca sua segunda vitória na competição diante da Atalanta, no mesmo dia, fora de casa.

O jogo

Com apenas dez pontos no Calcio, o Chievo nada tinha a perder, mas o Milan possui uma equipe superior. A primeira grande chance de gol aconteceu aos 14 minutos: Kessié recebeu na área, parrou pelo marcador e chutou forte, mas a bola passou à esquerda do gol adversário. Pouco tempo depois, Lucas Paquetá subiu de cabeça após cobrança de falta de Suso, mas o bandeirinha marcou impedimento.

Após muito insistir, os rossoneros abriram o placar aos 30 minutos, quando Paquetá sofreu falta na entrada da área e Biglia, que não era titular desde outubro, cobrou com categoria no canto superior direito de Sorrentino, que nada pôde fazer. O Chievo, porém, foi atrás do placar, tentou duas vezes e chegou ao gol de igualdade com cruzamento certeiro de Léris para Hetemaj, aos 40 minutos, marcar de cabeça. Pouco antes do empate, Gattuso foi expulso por reclamação.

Na volta para a segunda etapa, os donos da casa queriam a vitória. Aos quatro minutos, Musacchio errou na saída de bola e o contra-ataque chegou até Stepinski, que arriscou chute e ganhou escanteio, sem perigo. No entanto, Piatek tem faro de gols e deixou o seu - e consequentemente colocou o Milan novamente à frente - em um lance de persistência. Aos 11 minutos, ele recebeu a bola na esquerda dentro da pequena área, mas ela foi defendida e sobrou pra ele, que tentou de bicicleta, e mais uma vez foi afastada. Na terceira tentativa, porém, ele recebeu cruzamento e mandou para o fundo das redes - todo o lance foi validado pelo VAR.

O jogo seguiu levemente superior para o Milan, que conseguiu um contra-ataque aos 29 minutos. Castillejo avançou pela esquerda, virou para Suso, que rolou de primeira para Kessié chutar de primeira à direita do gol, para fora. No fim, mais pressão dos visitantes, mas o placar permaneceu 2 a 1.

Veja também:

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade