1 evento ao vivo

Presidente do Guarani comenta situação de Davó e aponta Corinthians como destino

18 dez 2019
17h37
atualizado às 17h37
  • separator
  • 0
  • comentários

Davó não deve seguir no Guarani, mas tende a permanecer no futebol paulista. Após apresentar um pacotão de reforços para a disputa do Campeonato Paulista, Ricardo Moisés, presidente do Bugre, comentou a situação do atacante e apontou o Corinthians como possível destino.

Davó se destacou na última Copa São Paulo (Foto: Letícia Martins/GFC)
Davó se destacou na última Copa São Paulo (Foto: Letícia Martins/GFC)
Foto: Gazeta Esportiva

"Acho muito difícil a permanência dele. Negociamos 40% dos direitos (econômicos) em agosto. O Guarani permaneceu com 20%. Nesse acordo, foi permitido ele negociar com qualquer clube", disse.

"Sabemos que existem conversas com o Corinthians. A gente tenta convencer para permanecer, mas empresários, família… é muito difícil a permanência dele", completou.

O dirigente do Bugre ainda revelou que o clube não receberá qualquer quantia pela saída, mas permanecerá com uma porcentagem dos direitos. "O Guarani já recebeu o valor referente aos 40% em agosto e vai permanecer com 20% para uma possível negociação" decidiu.

Há quatro meses, o Guarani vendeu 40% dos direitos econômicos do jogador para a Elenko Sports, que agencia jogadores. Na ocasião, o clube campineiro usou o dinheiro para pagar salários do elenco. A empresa, inclusive, tem bom relacionamento com o Corinthians, uma vez que vários de seus clientes atuam pelo time, entre eles Gabriel, Matheus Jesus, Danilo Avelar e Renê Júnior.

Davó chamou a atenção na última Copa São Paulo de Futebol Júnior, quando marcou seis gols, sendo quatro contra o Internacional, e levou o Bugre à semifinal pela primeira vez desde 1994. Nos profissionais, o jogador de 20 anos participou de 30 partidas e foi às redes três vezes.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade