1 evento ao vivo

Diretor do Goiás critica os valores da venda de Michael: "Muito barato"

10 jan 2020
19h21
atualizado às 19h21
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Michael foi uma das revelações do último Brasileirão

A venda de Michael para o Flamengo foi duramente criticada pelo presidente do conselho do Goiás, Hailé Pinheiro. Em entrevista concedida à Rádio Sagres, o dirigente rasgou elogios ao atleta e afirmou que os valores da negociação foram abaixo do que imaginava.

"Muito barato, muito barato. Estou muito chateado e inconformado. Falo com toda a honestidade, foi vendido, a negociação foi conduzida de maneira correta, mas o preço que foi estipulado na casa foi errado, estou muito inconformado", afirmou Hailé Pinheiro.

O presidente do conselho do Goiás também revela o valor que esperava que fosse cobrado por Michael:  "Eu sempre coloquei na minha cabeça que o Michael vale 20 milhões de euros (cerca de R$ 90 milhões), e venderam por 7,5 milhões (R$ 34 milhões). Você acha que eu estou satisfeito?".

Hailé Pinheiro compara a trajetória de Michael e Bruno Henrique, que também tem passagem pelo clube esmeraldino: "Ele e o Bruno Henrique são crias minhas e são os melhores jogadores do Brasil hoje. Se montar a Seleção Brasileira com Michael de um lado e Bruno Henrique do outro, com certeza vamos ser campeões do mundo".

A parte técnica não é a única característica de Michael elogiada pelo dirigente. Halié também afirma que o jogador é inteligente fora de campo: "Ele tem uma inteligência rara. Se você conversar com ele, ele te dobra na hora. Aquele menino é um gênio".

Mesmo inconformado com os valores da negociação, Halié Pinheiro deseja que Michael tenha sucesso e, inclusive, dá um conselho para o novo jogador do Flamengo: "Driblar todo mundo".

Veja também:

Veja os desdobramentos de Fla e Globo após transmissão histórica pela internet
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade