PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Manchester United repassa 25% de seu comando para empresa química britânica por R$ 7,7 bilhões

Co-presidentes executivos, Avram Glazer e Joel Glazer, explicam a situação em comunicado; conheça também a história de um dos homens mais ricos da Inglaterra

24 dez 2023 - 14h25
(atualizado às 15h01)
Compartilhar
Exibir comentários

O Manchester United anunciou neste domingo, véspera de Natal, uma parceria com o presidente da INEOS, Jim Ratcliffe, de 71 anos, para adquirir 25% de suas ações por 1,25 bilhão de libras (R$ 7,7 bilhões) e fornecer mais US$ 300 milhões (R$ 1,486 bilhão) adicionais destinados a investimentos futuros no estádio. A INEOS é empresa multinacional voltada para a indústria química britânica com sede e registro em Londres.

Como parte da transação, o conglomerado aceitou o pedido do conselho para delegar a responsabilidade pela gestão das operações de futebol do clube. Isso incluirá todos os aspectos das operações e academias de futebol masculino e feminino do Manchester United, além de dois assentos no conselho. Jim já negociava com o clube fazia tempo. Ele é um dos homens mais rico da Inglaterra, cujo patrimônio é avaliado em US$ 28,2 bilhões, segundo a Bloomberg.

Os co-presidentes executivos e diretores, Avram Glazer e Joel Glazer, explicaram a nova situação em comunicado. "Estamos muito satisfeitos por termos fechado este acordo com Sir Jim Ratcliffe e a INEOS. Como parte da revisão estratégica que anunciamos em novembro de 2022, comprometemo-nos a analisar uma variedade de alternativas para ajudar a melhorar o Manchester United, com foco em proporcionar sucesso às nossas equipes masculinas, femininas e da Academia."

A nota, direcionada aos acionistas, patrocinadores e torcedores do clube, ressaltou a necessidade da parceria e o bom uso dela para o futuro do time inglês, que viu seu rival da cidade, o Manchester City, ganhar tudo nesta temporada, inclusive o Mundial de Clubes da Fifa diante do Fluminense.

"Sir Jim e a INEOS trazem uma vasta experiência comercial, bem como um compromisso financeiro significativo para o clube. E, através da INEOS Sport, o Manchester United terá acesso a profissionais experientes de alto desempenho, com experiência na criação e liderança de equipes de elite dentro e fora do jogo. O Manchester United tem pessoas talentosas em todo o clube e nosso desejo é sempre melhorar em todos os níveis para ajudar a trazer mais sucesso aos nossos grandes torcedores no futuro."

O presidente da INEOS, Sir Jim Ratcliffe, mostrou-se satisfeito e orgulho com a parceria. "Como um garoto e um apoiador de longa data do clube, estou muito satisfeito por termos conseguido chegar a um acordo com o Conselho do Manchester United, que nos delega a responsabilidade de gestão das operações de futebol do time. Embora o sucesso comercial tenha garantido que sempre houve fundos disponíveis para ganhar troféus ao mais alto nível, este potencial não foi totalmente desbloqueado nos últimos tempos. Traremos o conhecimento global, experiência e talento do mundo mais amplo Grupo INEOS Sport para ajudar a promover melhorias no clube, ao mesmo tempo que fornece fundos destinados a permitir investimentos futuros em Old Trafford."

A transação está sujeita às aprovações regulamentares habituais e todas as partes estão esperançosas de que será concluída o mais rápido possível. Depois de 18 rodadas do Campeonato Inglês, o United é apenas oitavo colocado na classificação, com 28 pontos. Amarga oito derrotas. Veja tabela do Campeonato Inglês.

QUEM É JIM RATCLIFFE

O bilionário inglês, com 71 anos, é o segundo homem mais rico do Reino Unido, de acordo com lista do jornal Sunday Times e se junta a outros nomes de peso na Premier League, como Daniel Levy, do Tottenham, e Todd Boehly, do Chelsea. Nascido em Failsworth, na região da Grande Manchester, o empresário estudou e é formado em engenharia química pela Universidade de Birmingham. Seu primeiro trabalho formal foi na Esso, empresa do ramo petrolífero. Ele é filho de pai marceneiro e de mãe que trabalhava em um escritório de contabilidade.

Ratcliffe, no entanto, se afastou da área química durante os anos 1980 para ser gestor. Na London Bussiness School, recebeu o título de Master of Business Administration (MBA), grau acadêmico de pós-graduação destinado a administradores e executivos das áreas de gestão de empresas. Em 1998, fundou a INEOS, multinacional britânica, com sede em Hampshire. Em cinco anos, a empresa conseguiu duplicar seus ganhos, o que propiciou ao empresário investir em outros ramos, como o esporte. Ele recebeu o título de cavaleiro no Queen's Birthday Honors 2018 por serviços prestados no país. A revista Forbes estima seu patrimônio em US$ 23,5 bilhões, que o coloca como o 67º no ranking dos maiores bilionários de 2023. A Bloomberg diz que ele tem USS 28,2 bilhões.

Além de torcedor do Manchester United na infância, Ratcliffe tem, desde 2022, o interesse em controlar uma parte das ações do clube. O time inglês não é o primeiro que o empresário tem sob sua administração: desde que se tornou um dos bilionários do Reino Unido e Inglaterra, ele investiu em uma série de equipes da Europa: o FC Lausanne-Spor, da Suíça, e o Nice, da França. Também em 2022, fez uma proposta para adquirir o Chelsea, no valor de 4,5 bilhões de libras, que foi recusada - Boehly lideraria a proposta aceita pelo governo britânico, que controlava a administração do clube em meio às invasões da Ucrânia.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade