0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Lucas dá show, Tottenham vira sobre o Ajax e vai enfrentar o Liverpool na final

Brasileiro marca três gols e garante vitória inglesa por 3 a 2, na Holanda, pela semifinal da Liga dos Campeões

8 mai 2019
18h32
atualizado às 18h41
  • separator
  • 0
  • comentários

A Liga dos Campeões tem um jogo sensacional a cada dia. Depois do Liverpool bater o Barcelona, por 4 a 0, na terça-feira, foi a vez do Tottenham conseguir uma vitória histórica, ao ganhar, também de virada, do Ajax, em Amsterdã, por 3 a 2. Com três gols, o último aos 50 minutos da etapa final, Lucas Moura foi o destaque e levou a bola da partida para casa. O Tottenham vai enfrentar o Liverpool na final do dia 1º de junho, em Madri. Vai ser a segunda decisão inglesa na competição. Em 2007/2008, o Manchester United bateu o Chelsea.

O Ajax fracassou na sua tentativa de retornar à decisão após 23 anos. O jovem time ficou a um passo da sétima final, quando poderia ganhar a quinta taça, mas deve se orgulhar da grande campanha, após eliminar Real Madrid e Juventus. No jogo desta quarta-feira, não pôde contar com o brasileiro David Neres, que, com um estiramento muscular, sofrido no último domingo na final da Copa do Holanda, conquistada pelo time depois de golear o Willem II por 4 a 0, ficou fora do jogo. A lesão pode até impedir que o atacante brasileiro sirva a seleção brasileira na Copa América, com início em 14 de junho. O técnico Tite faz a convocação no dia 17.

O Tottenham não teve tempo de pensar em conseguir levar o jogo para a prorrogação. Logo aos cinco minutos, saiu o primeiro gol do Ajax. Escanteio da direita, Matthijs de Ligt se livra da marcação de Trippier, sobe de cabeça e acerta o canto direito baixo de Lloris: 1 a 0.

Com a desvantagem, o time inglês se projetou no campo do adversário e passou a pressionar a saída de bola dos holandeses, que demonstraram grande tranquilidade para tocar a bola até que os espaços surgissem no bloqueio rival.

Apesar da atuação apagada do sul-coreano Son, que voltou ao time após cumprir suspensão no jogo de Londres, o Tottenham mostrou força e quase chegou ao empate com duas chances seguidas. Aos 22 minutos, Eriksen, com um lindo toque, iniciou a jogada, que teve assistência de Dele Alli e finalização de Son, mas Onana pegou. Um minuto depois, Lucas Moura tocou para Eriksen. O chute saiu forte, mas em cima de Onana, que não deu rebote.

A paciência do Ajax para acertar o contra-ataque foi recompensada aos 29 minutos. Van de Beek roubou a bola de Wanyama na intermediária holandesa e tocou para Tadic na ponta-esquerda. Frio e calculista, o canhoto sérvio apenas rolou Ziyech encher o pé esquerdo: 2 a 0.

A maioria dos 55 mil torcedores no Johan Cruyff Arena não pararam de cantar, o Tottenham pareceu sentir o golpe e os times foram para o intervalo com sentimentos opostos. O técnico Mauricio Pochettino trocou Wanyama por Llorente e empurrou os ingleses para o ataque.

Mas a Liga dos Campeões não tem limite de emoções. O segundo tempo teve um início alucinante. Aos 8, Dele Ali obrigou Onana a fazer grande defesa, mas no minuto seguinte não teve jeito. Danny Rose iniciou o ataque, Dele Ali tocou para Lucas Moura, que, como um raio, invadiu a área e fez um golaço.

Aos 13, em jogada de todo o ataque. Llorente chutou, Onana fez um milagre, mas soltou e se atrapalhou com Schone. A bola sobrou para Lucas Moura, que, com muita habilidade, empatou o jogo.

Foi a vez dos garotos do Ajax sentirem o golpe. O Tottenham seguiu no ataque e quase pagou pelo excesso de coragem. Ziyech quase fez o terceiro, após passe de Tadic. Os ingleses responderam no ataque seguinte e Lucas Moura por pouco não fez o terceiro.

Aos poucos, o Ajax se acalmou e voltou a ter as melhores chances, mas não conseguiu sucesso. De Ligt bateu forte e Lloris fez grande defesa. Aos 33, Ziyech acertou a trave. Os bons momentos holandeses não diminuíram o ímpeto dos ingleses. Cada bola foi disputada de forma intensa.

Aos 41, após escanteio, Vertonghen cabeceou sozinho para grande defesa de Onana, no rebote, a bola foi tirada em cima da linha. O Ajax ganhou mais uma vez a chance dos contra-ataques. Teve pelo menos dois deles. Lloris fez mais uma bela defesa e ainda teve fôlego para ir tentar uma cabeçada em um escanteio.

Mas o mais sensacional aconteceu aos 50 minutos. E da forma que menos se esperava. Um chutão para área. Llorente ganhou o lance, Dele Ali tocou para Lucas Moura, que bateu seco: 3 a 2. Festa impressionante dos ingleses e vaga inédita na final.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade