2 eventos ao vivo

Tragédia de Oruro remete a caso ocorrido na Bombonera em 1983

21 fev 2013
12h40
atualizado às 14h34
  • separator
  • 0
  • comentários

A morte do torcedor boliviano Kevin Beltrán Espada durante a partida entre San José e Corinthians, nesta última quarta-feira, no Estádio Jesús Bermúdez, em Oruro, remete há um episódio semelhante ocorrido em 3 de agosto de 1983, em La Bombonera, durante uma partida válida pelo Torneio Metropolitano daquele ano entre Boca Juniors e Racing.

<p>Roj&atilde;o que matou jovem boliviano teria sido disparado da torcida do Corinthians</p>
Rojão que matou jovem boliviano teria sido disparado da torcida do Corinthians
Foto: AP

Antes do início do clássico um sinalizador naval, semelhante ao atirado pelos torcedores corintianos, foi lançado pela torcida organizada conhecida por La Doce. O artefato cruzou toda a extensão do campo de jogo e atingiu Roberto Basile, que era torcedor do Racing, e tinha 26 anos de idade.

O explosivo penetrou a gargante de Basile, que morreu imediatamente. Mesmo com o incidente, a partida não foi suspensa pois as autoridades da época alegaram que o cancelamento poderia causar um tumulto maior e terminou empatada em 2 a 2. O resultado, porém, foi o de menos.

Segundo o livro La Doce, do jornalista Gustavo Grabia, o ataque com sinalizadores foi programado pelo ex-líder da barra-brava, José Barrita, como resposta a uma emboscada que a torcida do Racing tinha feito no confronto anterior entre os clubes.

Dois torcedores, Roberto Caamaño e Miguel Eliseo Herrera, foram apontados como culpados e condenados a três anos de prisão. Tempos depois eles foram absolvidos sob a alegação de homicídio culposo.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade