0

Final da Libertadores na Espanha é boa solução, diz Ronaldo

Ronaldo, campeão mundial com o Brasil em 1994 e 2002, disse que não tem favorito para vencer a Libertadores.

5 dez 2018
18h34
atualizado às 18h57
  • separator
  • comentários

A decisão de levar a final da Copa Libertadores entre River Plate e Boca Juniors para a Espanha é uma boa solução para os problemas que ocorreram na Argentina, disse o ex-jogador da seleção brasileira Ronaldo Nazário nesta quarta-feira (5).

Os clubes mais populares do futebol argentino se enfrentarão no domingo, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, após a suspensão do jogo que seria disputado no estádio Monumental, devido à agressão de torcedores do River ao ônibus que transportava a equipe visitante, o que causou ferimentos a alguns jogadores.

"Foi uma situação de emergência, o que aconteceu na Argentina foi muito feio e não é um problema de futebol, é um problema social em que vemos que ainda há pessoas tentando criar confusão onde não se deve", disse Ronaldo em entrevista coletiva.

"Acho que a final no Bernabéu é uma boa solução tanto esportiva como de logística para equipes e torcedores", acrescentou.

Três vezes eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa e artilheiro da Copa do Mundo de 2002, Ronaldo está na Cidade do México em um evento promocional como embaixador da Liga dos Campeões.

Ronaldo, campeão mundial com o Brasil em 1994 e 2002, disse que não tem favorito para vencer a Libertadores. O jogo de ida, disputado no estádio La Bombonera, terminou empatado em 2 x 2.

"Dentro de campo, eles nos fazem esquecer tudo o que vimos durante esses dias, desejo sorte aos dois", afirmou.

Ronaldo se aposentou do futebol em 2011, no Corinthians, depois de uma carreira de sucesso em clubes como Cruzeiro, PSV Eindhoven, Barcelona, Inter de Milão, Real Madrid e Milan.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade