PUBLICIDADE

Boca faz quebra-quebra no Mineirão e tem 2 jogadores detidos

Assim que o jogo entre o time argentino e o Atlético-MG acabou, delegações entraram em conflito na entrada de vestiário alvinegro no estádio

20 jul 2021 22h54
| atualizado em 21/7/2021 às 00h39
ver comentários
Publicidade

Após a classificação do Atlético-MG nos pênaltis em cima do Boca Juniors, garantida com uma vitória por 3 a 1 nos pênaltis após empate por 0 a 0 no tempo normal, houve uma grande confusão na entrada do vestiário do Mineirão, iniciada pela delegação da equipe argentina na noite desta terça-feira.

O time argentino não aceitou bem a desclassificação para o time mineiro e partiu para a briga-(Reprodução/FOX Sports)
O time argentino não aceitou bem a desclassificação para o time mineiro e partiu para a briga-(Reprodução/FOX Sports)
Foto: Lance!

Nas imagens, se vê jogadores e pessoas que estavam com o time argentino jogando grades e fazendo quebra-quebra dentro do estádio em Belo Horizonte, onde a equipe atleticana garantiu uma vaga nas quartas de final da Copa Libertadores. O conflito ocorreu perto da entrada do vestiário alvinegro no local.

O imbróglio aumentou, se espalhando por outras áreas internas do estádio e só teve fim com a intervenção da polícia militar mineira. Os argentinos reclamaram que a PM usou gás de pimenta para conter a fúria da delegação do Boca. Até o presidente atleticano Sérgio Coelho esteve envolvido, com uma movimentação de briga próximo a ele, que teria sido alvo de uma tentativa de agressão durante o conflito das delegações.

Um atleta do Boca pegou um extintor de incêndio do Mineirão e usou como arma para a briga. A PM levou dois jogadores argentinos presos do estádio por crimes contra o patrimônio. Eles foram detidos para prestar depoimento às autoridades.

Confira nos vídeos da matéria a briga ocorrida pouco depois de o time alvinegro assegurar a sua passagem para a próxima fase da competição continental.

Lance!
Publicidade
Publicidade