1 evento ao vivo

Após volta de titulares, Tite busca ritmo de jogo para Libertadores

31 jan 2013
07h35
atualizado às 09h09
  • separator
  • 0
  • comentários

A torcida do Corinthians fez festa para os jogadores que foram a campo nesta quarta-feira no duelo contra o Mogi Mirim. Afinal, foi apenas no jogo no Estádio do Pacaembu pela quarta rodada do Campeonato Paulista que o técnico Tite escalou o time considerado titular, como o que foi a campo na final do Mundial de Clubes de 2012 contra o Chelsea - exceção feita a Cássio e Chicão, machucados. No entanto, a partir de agora, o foco da torcida passará a ser outro: a Copa Libertadores da América de 2013.

Partida diante do Mogi Mirim foi o primeiro das cinco dos titulares do Corinthians antes da Libertadores
Partida diante do Mogi Mirim foi o primeiro das cinco dos titulares do Corinthians antes da Libertadores
Foto: Eduardo Viana / Agência Lance

Após a vitória por 2 a 1 sobre o Mogi Mirim, o Corinthians terá quatro jogos pelo Campeonato Paulista pela frente antes de estrear na Libertadores. O time pega Oeste de Itápolis (3 de fevereiro), Botafogo-SP (6 de fevereiro), São Caetano (9 de fevereiro) e Palmeiras (17 de fevereiro) antes do confronto contra o San José, na Bolívia, no dia 20. Até lá, Tite espera recuperar o ritmo de jogo que faltou a seus comandados nos primeiros minutos do jogo diante do Mogi.

“A estreia vai demorar. Temos quatro jogos. Vamos construir até lá. O importante é atingir o que eu imaginava”, discursou o técnico corintiano, vendo o gol do Mogi Mirim no início do jogo (Henrique, aos 10min) como uma motivação para que seus comandados se mostrassem mais criativos no jogo. “Não se retoma (o ritmo) de uma hora para a outra. Ficou melhor ainda à medida que você sai com uma pressão de um resultado negativo. Você tem que virar, construir”, completou.

O treinador deixou claro que a folga aos titulares nos três primeiros jogos era para que os jogadores que foram ao Japão em dezembro voltassem a campo sem desgaste em 2013 – se possível, com o reforço dos atletas utilizados nas três primeiras rodadas. “Essa é a busca - como eu falei, em escala progressiva. Queria que estivéssemos com toda e equipe nos cinco jogos antes da Libertadores”, declarou o treinador, que lembrou o gol marcado por Paolo Guerrero diante do Chelsea para destacar a coletividade que sua equipe deve buscar.

“O time foi campeão porque teve uma ideia muito forte. Todos têm função de tomar a bola do adversário. E todos participam da construção da jogada. Eu dei o exemplo, e ele é recente. Olhem a construção da jogada do gol contra o Chelsea: passou pelo Paulo Andre, pelo Chicão, para o Paulinho, um chute de média distância do Ralf, ele (defensor) interceptou, deu a bola para o Alessandro... Cinco jogadores de defesa participaram do gol do titulo mundial”, lembrou.

Baixe gratuitamente o aplicativo Sigo meu Time e acompanhe seu time do coração

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade