0

Koeman diz ter 'total confiança' de que Holanda pode bater ingleses em semifinal

Técnico aposta no bom momento da seleção para avançar à decisão da Liga das Nações da Uefa

5 jun 2019
16h40
atualizado às 16h43
  • separator
  • 0
  • comentários

O técnico da seleção holandesa, Ronald Koeman, deixou claro nesta quarta-feira que aposta no bom momento vivido pelo time nacional para avançar à decisão da Liga das Nações da Uefa. Após avançar às semifinais por terminar como líder um grupo que tinha a França e a Alemanha, o time nacional enfrentará a Inglaterra às 15h45 (de Brasília) desta quinta, no estádio Dom Afonso Henriques, em Guimarães (POR), onde será definido o último finalista da competição - o primeiro sairá da partida entre Portugal e Suíça, nesta quarta, na Cidade do Porto.

O ex-zagueiro da Holanda reconheceu a força do rival inglês, mas crê na classificação de sua equipe à final, que será realizada no domingo. "A Inglaterra não está, eu acredito, na quarta posição no ranking mundial (da Fifa) por nada. A última vez que nos encontramos com eles nós não jogamos muito bem, e a Inglaterra foi além em seu desenvolvimento. Eu acho que nós estamos próximos agora (dos ingleses em termos de desempenho). E eu tenho total confiança de que nós podemos batê-los", disse o comandante, em entrevista coletiva concedida no palco do confronto desta quinta.

Como jogador, Koeman ajudou a Holanda a conquistar o seu único título continental, que foi o da Euro de 1988. E naquele mesmo ano ele ganhou junto com o PSV Eindhoven, seu clube na época, a Liga dos Campeões, o Campeonato Holandês e até a Copa da Holanda. Ao projetar a passagem à final da Liga das Nações e também o troféu do torneio, ele lembrou destes feitos do passado que agora servem de inspiração para a renovada seleção que ele comanda hoje.

"Quando você ganha prêmios e experimenta o sucesso, isso faz com que você sinta mais fome. Se você perde, geralmente é mais difícil continuar mentalmente", afirmou o treinador ao exaltar o peso que um título teria para a Holanda neste ciclo que visa principalmente a Euro de 2020 e a Copa do Mundo de 2022. "Eu me lembro em 1988: com o PSV nós vencemos a Copa (da Holanda), o Campeonato (Holandês) e a Liga dos Campeões, que era então chamada de Copa Europeia. E depois disso veio o título da Eurocopa (pela seleção)", destacou Koeman, ressaltando que naquela ocasião "estava em um fluxo que é baseado em confiança".

O zagueiro Virgil van Dijk, que se destacou na campanha que levou o Liverpool ao seu sexto título da Liga dos Campeões, conquistado no último sábado, em Madri, também deu entrevista coletiva nesta quarta-feira e foi outro a mostrar que está acreditando muito na classificação à decisão da Liga das Nações.

"A Inglaterra tem dado bons passos e cresceu como uma seleção. Mas nós também conseguimos isso. Eles têm jogadores fantásticos em todo o campo, com ritmo na frente e também na defesa. Um grande time para se assistir. Mas, de novo, nós também somos. E nós estamos definitivamente cheios de confiança, assim como deveríamos estar", afirmou o defensor.

E o zagueiro assegurou que já deixou para trás a euforia pela conquista da Liga dos Campeões, assegurada com uma vitória por 2 a 0 sobre o Tottenham. "Estou completamente em modo Liga das Nações. Isso não é muito difícil. Nós treinamos bem ontem, nós fizemos uma reunião, e estamos agora completamente focados no jogo de amanhã", disse.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade