0

Juventude e Boa Esporte empatam no Alfredo Jaconi

22 set 2017
21h22
atualizado às 21h22
  • separator
  • comentários

Na noite desta sexta-feira, Juventude e Boa Esporte não saíram do zero a zero e empataram no estádio Alfredo Jaconi. O resultado mantém a equipe gaúcha fora do G4 da Série B, com 41 pontos. Já o time mineiro alcança os 34 pontos e sobe para a nona colocação.

Como esperado, o Juventude entrou em campo com apenas um desfalque. O lateral direito Vidal sofreu uma lesão no músculo posterior da coxa direita e Tinga assumiu a posição no lado do campo.

O JOGO - O primeiro lance de perigo foi do time visitante. Na oportunidade, Fellipe Matheus cobrou escanteio na primeira trave e Igor cabeceou. A bola subiu e ao descer passou perto do ângulo esquerdo de ataque.

Os jogadores do Boa Esporte marcavam bastante no meio de campo e forçavam os atletas da equipe gaúcha a realizarem lançamentos, sem sucesso, ao ataque.

Aos 12 minutos, o Juventude teve boa oportunidade num escanteio. No lance, Leilson cobrou rasteiro na primeira trave e o volante Lucas tentou de calcanhar, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

Após bom passe de Leilson, o atacante João Paulo recebeu dentro da área e, de costas para o gol, puxou a bola para a esquerda de ataque concluindo a jogada com um chute de canhota. A redonda passou longe da meta alviverde.

Aos 29 minutos, a bola foi alçada ao ataque do Boa Esporte e Fellipe Mateus desviou para Rodolfo entrar livre na área. O atacante do time mineiro tentou encobrir o goleiro Matheus, mas pegou mal na bola que subiu muito e saiu pela linha de fundo.

A resposta do Juventude veio no lance seguinte. Em cobrança de falta, o lateral Tinga levantou a bola na área e o zagueiro Micael subiu cabeceando muito perto do gol defendido por Fabrício. Três minutos depois, o time gaúcho chegou novamente com perigo pelo alto. Após cobrança de lateral direto para área, João Paulo escorou para trás e Wesley Natã, livre na área, cabeceou no meio do gol para mais uma defesa do arqueiro adversário.

Aos 41 minutos, depois de cruzamento de Paulinho para a área do Juventude, o zagueiro Domingues afastou mal e a bola sobrou para Fellipe Mateus. O jogador chutou cruzado para a linha de fundo.

O Juventude retornou do vestiário com mudanças na equipe. O técnico Gilmar Dal Pozzo tirou Leilson e colocou Wallacer. O Boa Esporte voltou sem alterações no time.

A segunda etapa iniciou bastante movimentado. Aos 2 minutos, após cobrança de escanteio, Laércio cabeceou para o meio da área do Juventude e Diones arriscou uma bicicleta. A bola tinha endereço garantido, mas o goleiro Matheus Cavichioli fez grande defesa e espalmou para a linha de fundo.

Quatro minutos depois, o Juventude chegou com perigo. O lateral Tinga cruzou para a área buscando o atacante João Paulo. O jogador chegou a desviar a bola que saiu pela linha fundo, levando perigo ao gol defendido por Fabrício.

Aos 9 minutos, o lateral esquerdo tentou fazer um gol olímpico durante a cobrança de escanteio. A bola fez uma curva e passou rente ao travessão. Quase que o time gaúcho abriu o marcador.

A resposta do Boa Esporte ocorreu no minuto seguinte. O jogador Fellipe Mateus recebeu lançamento dentro da área, fez um belo corte em cima da marcação e finalizou no gol, mas o goleiro Matheus defendeu.

Aos 26 minutos, Wallacer levantou a bola na área do Boa Esporte, Laércio não conseguiu cortar e o zagueiro Micael chegou com muita vontade cabeceando para o gol. A redonda saiu pela linha de fundo, mas o arbitragem já assinalava a falta do jogador do Juventude no lance.

Então, o técnico Gilmar Dal Pozzo realizou a estreia do atacante Yuri Mamute com a camisa do Juventude. No primeiro lance, o jogador sofreu uma falta perigosa na esquerda de ataque alviverde. Na cobrança, o lateral Pará mandou para a área e após bate-rebate o goleiro Fabrício evitou o gol contra de Laércio.

Aos 36 minutos, o goleiro Matheus salvou o Juventude. Após cobrança de falta do meio de campo, o atacante Casagrande subiu mais alto e cabeceou no ângulo, mas Matheus voou para espalmar a bola e mandar para escanteio.

Aos 41 minutos, após cruzamento, Rodolfo apareceu livre na pequena área e cabeceou para o chão. A bola quicou e passou sob o gol defendido por Matheus. O Juventude respondeu no minuto seguinte. Yago lançou Caprini que deu um toquinho na saída do goleiro Fabrício, mas o goleiro fez ótima defesa.

Os dois times retornam a campo nesta terça-feira pela 26ª rodada da Série B. Às 20h30 (de Brasília), no estádio Municipal de Varginha, o Boa Esporte recebe o Goiás. Mais tarde, às 21h30 (de Brasília), o Juventude encara o ABC na Arena das Dunas.

FICHA TÉCNICA

JUVENTUDE 0 X 0 BOA ESPORTE

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)

Data: 22 de setembro de 2017, sexta-feira

Horário: 19h15 (horário de Brasília)

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza - SP (CBF)

Assistentes: Daniel Luis Marques - SP (CBF) e Ricardo Pavanelli Lanutto - SP (CBF)

CARTÕES AMARELOS

JUVENTUDE: João Paulo, Bruninho

BOA ESPORTE: Paulinho, Caíque, Diones

JUVENTUDE: Matheus; Tinga, Domingues, Micael e Pará; Fahel, Lucas, Yago e Leilson (Wallacer); Wesley Natã (Caprini) e João Paulo (Yuri Mamute).

Técnico: Gilmar Dal Pozzo

BOA ESPORTE: Fabrício; Igor (Jair), Caíque, Laércio e Paulinho; Escobar, Geandro, Diones (Alyson) e Fellipe Matheus (Casagrande); Thaciano e Rodolfo

Técnico: Nedo Xavier

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade