0

Jogadores admitem clima leve com Valentim, mas eximem Cuca de culpa

28 out 2017
09h05
  • separator
  • 0
  • comentários

As coletivas dos jogadores do Palmeiras na última semana deixam uma coisa unânime: o clima melhorou na Academia de Futebol com Alberto Valentim. No entanto, os atletas deixam claro que o ambiente não está melhor pela troca no comando técnico, mas pela sequência de vitórias.

"Lógico que o ambiente está melhor, estávamos atrás de resultados positivos, e eles vieram. Quando isso acontece, o jogador fica mais leve, mais solto. Tem que aproveitar o momento. Agora temos um jogo dentro de casa e precisamos buscar mais três pontos", disse o lateral-direito Mayke.

Sob o comando de Alberto Valentim, o Palmeiras venceu Atlético-GO, Ponte Preta e Grêmio, marcando oito gols e sofrendo apenas dois. A última série positiva semelhante com Cuca ocorreu entre 18 e 26 de junho, quando o Verdão venceu Bahia, Atlético-GO e Ponte Preta em sequência.

"A pressão é normal dentro do futebol, dentro de qualquer esporte, quando você veste uma grande camisa. Ainda mais quando se forma um elenco como o Palmeiras. O ambiente, não que esteja mais leve pela troca de treinador, porque com o Cuca também era bom, mas a partir do momento que você consegue três vitórias consecutivas, o time começa a jogar melhor, claro que a confiança aumenta. Isso é normal, não tem nada que o Cuca atrapalhava, é porque infelizmente os resultados oscilaram bastante naquele período. Agora com as vitórias, o time jogando bem, espero que a gente continue assim até o final", corroborou o meia Moisés.

Até no momento de abordar a nova geração de treinadores, como Alberto Valentim e o corintiano Fabio Carille, os palmeirenses têm toda a cautela para não criticarem Cuca, mesmo indiretamente. No Verdão, Valentim está em sua quinta passagem como treinador interino, enquanto Cuca comandou o clube em duas oportunidades, e conquistou o Campeonato Brasileiro de 2016.

"É legal essa nova geração de técnicos, como é bom também trabalhar com experientes. Eu acho que todos merecem oportunidade na vida, e esses treinadores que estão chegando agora querem mostrar que estudaram, aprenderam. Assim como os que já tem nome não vão deixar de ser grandes treinadores", completou o camisa 10.

Com o triunfo sobre o Grêmio, no ultimo domingo, o Palmeiras roubou a vice-liderança dos gaúchos no Campeonato Brasileiro, indo a 53 pontos, seis atrás do líder Corinthians. O Santos, com os mesmos 53 pontos, leva desvantagem no número de vitórias (16 a 14 a favor dos alviverdes). O Verdão agora volta a campo na próxima segunda-feira, quando recebe o Cruzeiro, às 20h (de Brasília), no Palestra Itália.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade